Lisa Lopez denuncia, através de um email remetido ao Asemanaonline e a vários outros órgãos de comunicação social, que a Embaixada de Cabo Verde nos Estados Unidos da América tem vindo, nos últimos tempos, principalmente depois da tomada de posse do antigo Embaixador Carlos Veiga, a aceitar a deportação de dezenas de cabo-verdianos nos EUA em voos charter e de forma escondida para que não seja do conhecimento dos cabo-verdianos e da comunicação social. Além de considerar grave esta situação, a mesma fonte anuncia que, na próxima semana, deverá chegar a Cabo Verde um contingente de cerca 10 repatriados dos EUA.