Assembleia Municipal da Brava continuou a não ter uma data agendada para a reunião ordinária

  • 07/03/2020 08:54

 

Cidade de Nova Sintra, 07 Marco - Estando quase em meados de Março, a Assembleia Municipal da Brava continua não cumprindo a lei em matéria do número de reuniões ordinárias anuais.

Com bases em informações tiradas em redes sociais, e junto a oposição, a AM da Brava nao reuniu no mês de Fevereiro para análise do relatório e contas do ano civil de 2019.

Na sua página em redes sociais o PAICV/Brava escreveu:

“E BRINCARAM E BRINCARAM E ESQUECERAM que no mês de FEVEREIRO há reunião da ASSEMBLEIA MUNICIPAL que deve ser OBRIGATÓRIO! E estamos já no mês de Março e a lei continua uma GRANDE BRINCADEIRA para eles!

E SÓ NÃO HÁ REUNIÃO DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL POR CULPA DESTAS DUAS ENTIDADES.

Por isso o PAICV/Brava mais uma vez, apesar dos sucessivos avisos, vem denunciar a falta de respeito destas duas entidades com a Brava.

A Presidente da Assembleia Municipal da Brava, FERNANDA BURGO, e isto já não é novidade para ninguém, não trabalha na Assembleia Municipal, apesar de receber um salário, e provas disso é que mais uma vez deixa passar o mês de Fevereiro inteiro, foi brincar o Carnaval (e disto não se esqueceu) e não convocou a reunião da Assembleia Municipal.

Isto é uma vergonha!

Quanto ao Presidente da Câmara Municipal, FRANCISCO TAVARES (que agora é o manobrador municipal oficial de DRONE) até ainda, não apresentou na Assembleia Municipal “O RELATÓRIO DAS ACTIVIDADES DA CÂMARA MUNICIPAL”. Como manda o Artigo 75º da Lei n.º 134/IV/95, de 03 de Julho (ESTATUTO DOS MUNICÍPIOS).

O QUE TEM A ESCONDER?

E também não está a trabalhar. Ganha seu salário, passeia e não cumpre com a lei!

A lei diz que é OBRIGATÓRIO CONVOCAR a reunião no mês de FEVEREIRO e mais uma vez, mais um ano passa e estas duas entidades (que recebem todos os meses o dinheiro do povo) ficam sem prestar contas ao povo.

O que estão a esconder? Porque é que estão a fugir de marcar a reunião da Assembleia Municipal?

O PAICV/Brava vem alertar a opinião pública de mais este atropelo à lei porque estamos preocupados com o facto de termos pessoas a receberem bons salários e a não cumprir com as suas obrigações.

Não aceitamos governantes deste calibre, não aceitaremos incumpridores, não aceitaremos nunca!

Ganham dinheiro do povo, agora prestem contas, é o mínimo que devem fazer!

Isto é uma vergonha!

Respeitem a Brava e respeitem o povo da Brava!”

 

Já o Movimento para a Democracia através do seu representante, David Lima Gomes respostou:

“O paicv Brava, na sua saga de criticar tudo, estranha a participação dos Presidentes da Câmara e da Assembleia no carnaval 2020, numa clara demonstração de uma organização que não valoriza uma manifestação importante da nossa cultura.

Como se por exemplo, é a primeira vez que participam nesta manifestação, nomeadamente a Presidente da A.M que há mais de 20 anos vem dinamizando o carnaval na Ilha e promovendo a sua valorização e o seu desenvolvimento.

Agora uma pergunta que não se cala é a seguinte:

Quantas Assembleias Municipais, a nível nacional já apreciaram o Relatório de atividades?. Será que as Câmaras e Assembleias dos Mosteiros e Santa Cruz já o fizeram?

Convido o paicv Brava a revisitar esta convocatória, em baixo, feita Outubro de 2010.

Nesta única reunião realizada neste ano, apreciaram o Relatório de actividade, a conta de gerência do ano de 2009, Aprovaram o Plano de atividades e Orçamento para o ano de 2010.

Nesta matéria o paicv não tem muita lição a dar, pois as sucessivas Câmaras lideradas pelo paicv nunca cumpriram com este pressuposto”.

A imagem pode conter: texto

Nesta luta de empurra e empurra, onde reina “eu cumpro a lei porque tu não cumpriste”, o povo vai sofrendo a as soluções para a ilha e para pais vão sendo adiadas”.