Brava: Direcção da ESET está a criar condições para diminuir a taxa de insucesso escolar – director

  • 11/02/2019 15:03

O director da Escola Secundária Eugénio Tavares (ESET), na Brava, David Pascoal, disse hoje que a direcção da escola está criando condições para diminuir a taxa de insucesso escolar do 7º ao 12º anos de escolaridade.

Esta afirmação foi feita à Inforpress no final de um encontro que a direcção da ESET realizou com os pais e encarregados da educação dos alunos do 7º ao 12º anos, da localidade de Furna.

Neste quesito, David Pascoal afirmou que estes passos já estão sendo dados, apontando a estrutura física que a escola tem hoje, que “dá qualquer aluno orgulho em dizer que faz parte deste liceu” e na parte pedagógica, tem reunido com os professores no sentido de reflectir e ver o que se possa mudar.

Reuniões do tipo, já foram realizadas em outras localidades, e o objectivo é manter os pais e encarregados da educação informados sobre a escola e a situação dos alunos, “já que nem todos se deslocam à escola para saber dos mesmos”.

Tendo em conta alguns casos de indisciplina praticados por alguns destes alunos, o director da ESET chamou a atenção dos pais e encarregados da educação, no sentido de sensibilizarem os filhos a se comportarem e preservarem o espaço.

Pois, segundo David Pascoal, a escola “não gosta de suspender ou ver os alunos a repetirem de ano por faltas devido ao mau comportamento ou mesmo por falta de notas”.

O director da ESET apelou aos presentes que tentem ser pais presentes a nível dos estudos e que aparecem nas escolas de vez em quando para saberem como vão os seus filhos e mesmo para manter um certo controle sobre estes.

A nível de preocupações, os presentes demonstraram uma “enorme inquietação” em relação aos vários trabalhos de grupo que os alunos dizem que têm e lhes consomem um dia inteiro fora de casa.

Além disso, reclamaram da falta de segurança do transporte escolar, em que conforme alegaram, tem tido várias avarias pelo caminho, deixando os alunos com medo de andarem no autocarro.

Em relação a estes quesitos, o responsável da ESET sugeriu aos pais que tomem os contactos de todos os professores e quando os alunos disserem que têm trabalhos de grupo, os pais podem telefonar e confirmar.

Já a nível dos transportes, David Pascoal deixou claro que quem disponibiliza o transporte é a câmara municipal e que, em breve, a situação melhorará, visto que, o edil já tinha anunciado num outro encontro que está por chegar um novo autocarro.

Mesmo assim, o director da ESET prometeu fazer chegar estas inquietações ao presidente da câmara.

MC/CP

Inforpress/fim