Novo navio da CV Interilhas vai cobrir linha São Vicente/Santo Antão – responsável

  • 23/10/2019 02:49

 O novo navio da Cabo Verde Interilhas vai cobrir linha São Vicente/Santo Antão e deverá estar em funcionamento até o final do ano, com capacidade para carregar 400 passageiros e 50 viaturas, garantiu o administrador.

Segundo Paulo Lopes avançou à Inforpress, este novo navio, que já foi motivo de “muita polémica”, deverá estar no país até o final do ano para cobrir a linha São Vicente/Santo Antão, cujo serviço tem sido o mais criticado.

“O navio já está na água e só falta ser baptizado, o que deverá acontecer brevemente”, assumiu o administrador da concessionária dos serviços dos transportes inter-ilhas, que está a operar desde 15 de Agosto último.

As negociações para a vinda da embarcação, conforme a mesma fonte, acontecem há já algum tempo e nos próximos 15 dias deverá haver um plano para a sua operacionalização no mercado nacional.

O navio, ajuntou, vai responder a esta demanda dos santantonenses com as características de ser um roll on/roll off para transporte de 50 viaturas, 400 passageiros e equipado com duas máquinas.

Para esta mesma linha, este responsável confirmou que a concessionária equacionou a hipótese de alugar o navio Mar d´Canal, que antes fazia o mesmo trajecto e agora está parado, mas algo que não foi possível.

“Porque, existe um diferendo entre o armador e um dos sócios, que impede que haja alguma solução que envolva o Mar d´Canal neste momento”, disse, adiantando que o navio, apesar de avariado, está certificado pelas autoridades para operar.

Paulo Lopes fazia estas declarações à Agência Cabo-verdiana de Notícias, em São Vicente, durante as operações de saída do navio Liberdadi dos estaleiros da Cabnave, na tarde de hoje, onde este esteve por quatro dias a ser reparado.

Uma reparação, que, conforme a mesma fonte, foi feita com “muita rapidez” pelos profissionais da Cabnave e que põe de novo a funcionar a embarcação que vai cobrir a linha São Nicolau/ Sal/ Boa Vista.

Após a saída do “Liberdadi” previa-se a entrada, ainda hoje, do Kriola, também da CV Interilhas, que vai ocupar o mesmo “berço” e dividir os espaços dos estaleiros com o “Praia d´Águada”, também da mesma empresa.

“O Praia d´Aguada está em manutenção programada e estamos a prever que esteja terminada dentro de quatro semanas e o Kriola, que tem a avaria do veio e da hélice, vai demorar mais tempo”, avançou Paulo Lopes, adiantando que isto acontece porque as peças não estão em stock e têm de vir da Alemanha.

O administrador da CV Interilhas falou ainda da vinda de um navio alugado em regime ‘charter time’ e que deverá estar no país, vindo da Espanha, na próxima semana, para responder ao “sufoco” das avarias.

Também disse não estar decidido o montante a ser pago para o aluguer, uma vez que o contrato entre a CV Interilhas e o armador, que é alemão, “ainda não está totalmente fechado”.

A embarcação, que é uma catamarã, também tem capacidade para 400 passageiros e está equipado com sistema roll on/ roll off para transporte de viaturas.

LN/CP

Inforpress/Fim