Padre Samuel sequestrado na Praia

  • 12/08/2017 00:00

Samuel da Costa, pároco da Igreja de Achada São Filipe, Praia, foi encontrado esta manhã amarrado e abandonado nas imediações de Trindade. A sua viatura está desaparecida e a polícia já está no terreno a investigar.

Nem a Polícia, nem a Diocese querem avançar mais dados sobre este caso, mas sabe Santiago Magazine que se tratou, de facto, de assalto com recurso a sequestro. O jovem padre Samuel da Costa, de 31 anos, saía de uma reunião no Seminário São José, na Praia, por volta das 21 horas de ontem, sexta-feira, quando foi surpreendido, à porta do Seminário, por bandidos que o apontaram uma arma de fogo à cabeça.

Os assaltantes o imobilizaram e o obrigaram a movimentar dinheiro no seu cartão Vinti4. Ainda sob ameaça, o jovem sacerdote natural de Santa Catarina, foi coagido a permanecer dentro do carro, enquanto os assaltantes, andavam com a viatura pela cidade durante mais de quatro horas seguidas (pelo menos até às duas da manhã) supostamente para efectuarem novo levantamento de dinheiro com o cartão Vint4 do padre.

De seguida, segundo fontes de Santiago Magazine, o sacerdote terá sido amarrado e levado na sua própria viatura até à depois de São Martinho, já na zona de Trindade, onde o deixaram atado com corda e abandonado. Foi o próprio sacerdote que, esforçando-se sozinho, conseguiu soltar as amarras e ir pedir socorro nas primeiras casas de Trindade. Accionada, a Polícia Nacional foi buscar o padre esta manhã de sábado em Trindade de onde o levou para cuidados médicos no Hospital Agostinho Neto.

A vítima, ainda segundo as nossas fontes, não apresentou ferimentos graves, pelo que foi mandado para casa, em São Filipe, sua paróquia. Entretanto a viatura na qual o padre circulava, uma Toyota de cabine dupla, não foi encontrada ainda. Nem tão-pouco há pistas sobre os assaltantes.


Fonte: Santiago Magazine