Artifo de Opiniao: Quer dizer que o Ministro pode dizer tudo e os outros não - Rui Semedo

  • 11/01/2018 11:08

Depois do Miguel vem hoje o Ministro da Cultura brindar o PAICV com os mimos, já de costume, de irresponsável, anti patriótico e infantil.


Tudo a propósito das críticas expendidas pelo partido da oposição sobre o castrador código de ética com que se quer silenciar os profissionais da Comunicação Social.
Mas se o próprio Ministro reconhece hoje que talvez seja mais avisado suspender está proposta para uma discussão depois dos pareceres e da eliminação do conteúdo que possa violar a Constituição e demais Leis.


Quer dizer que o Ministro pode dizer tudo e os outros não.


O Ministro até pode consider que a liberdade de imprensa, a liberdade de expressão e a independência dos jornalistas sejam questões menores mas para o PAICV são questões de importância capital num Estado de Direito Democrático e que têm somado ganhos extraordinários nos últimos anos.


Mas hoje em dia criticar actos do Governo ou da Administração passou a ser considerado uma atitude de lesa a Pátria? Isso até nos remete aos tempos da minha infância, quando se cochichava à voz miudinha, com as devidas cautelas para o vento não apanhar a conversa, que este ou aquele era contra a Nação pelo facto de serem conotados como seguidores de Amilcar Cabral.
Senhor Ministro avaliar ou criticar decisões, ainda que numa fase não definitiva, é irresponsabilidade? Onde aprendeu isso?


Para mim isso cheira a tentativa de condicionar, silenciar e até de descredibilizar a oposição democrática.
Tanto a liberdade como a democracia e o Estado de Direito Democrático são causas nacionais e não simplesmente coisas como pretende o Governo e o partido que o sustenta.
Por estas causas estaremos aqui sempre, de corpo e alma para impedir o desbaratar de um capital que custou muito a construir.
Felizmente parece que Ministro, mais uma vez, caiu em si e vai se render à indignação geral provocada por mais infeliz episódio.
Senhor Ministro aconselho-lhe a reapreciar os seus conceitos porque, para nós, defender a Constituição vai muito para além de de uma simples reivindicação sindical.

 

Rui Semedo