Brava: Delegacia de Saúde sem casos registados na passagem do ano

  • 02/01/2019 14:34

A Delegacia de Saúde da Brava não registou grandes ocorrências na passagem de ano e nem no início de 2019, excepto o desaparecimento dos dois jovens no mar, informaram hoje as autoridades.

Em declarações à Inforpress, o delegado Carlos Dias adiantou que não houve ocorrências provocadas por desentendimentos ou agressões.

Também a Polícia Nacional considerou que a passagem de ano “foi tranquila”, sem ocorrências de grande relevância. O comandante da esquadra policial, Arlindo Sanches, que referiu ao caso do desaparecimento dos jovens no mar, salientou que a corporação está em “standby” para qualquer alerta.

De ressaltar que a esquadra policial da Brava tem em andamento um conjunto de actividades no âmbito do Plano Operacional de Natal e Fim de Ano, que decorrerão até o dia 5 de Janeiro de 2019.

Deste plano constam operação stop, operações de rusga em diversas localidades, principalmente nas que aglomeram mais pessoas e onde são realizados comércios, com um patrulhamento extensivo em alguns dias e revistas nas bagagens dos passageiros que chegam à ilha a bordo da embarcação da Cabo Verde Fast Ferry.

Sem grandes actividades para a passagem do ano 2018, várias pessoas preferiram passar as festas em jantares familiares, outros em bailes de grupo ou mesmo nas discotecas.

No primeiro dia do ano, a Vila de Nova Sintra acolheu alguns grupos, oriundos de outras localidades, com a tradicional toca de violino e violão, trajados a rigor, dando as boas festas.

MC

Inforpress/Fim