Brava: É necessário levar os princípios religiosos para a política – deputado nacional

  • 26/05/2019 10:38

O deputado nacional do Movimento para a Democracia (MpD) David Gomes considerou hoje, que é necessário levar os princípios defendidos pela religião para a política.

Este deputado, fez estas considerações à Inforpress, no âmbito do VI Fórum da família, da região Fogo e Brava, que está decorrendo na localidade de Nossa Senhora do Monte, onde, David Gomes, foi apresentar um painel sobre a postura do cristão católico na vida política.

Segundo este palestrante, é necessário que a política e os políticos sejam credibilizados, pois, neste momento, conforme considerou, está-se a verificar um “divórcio” entre os políticos e a religião.

Com a exposição durante a sua palestra, o deputado tentou “demonstrar” que é necessário que os católicos se envolvem na vida política, para assim transmitir os valores cristãos a política activa.

Pois, conforme o mesmo, neste momento, a política precisa está “descredibilizada”.

“Os religiosos têm princípios que a igreja defende, e ouviu-se aqui que a imagem que os políticos passam para a sociedade é que são corruptos, não trabalham, não defendem o bem comum, estando no poder para defender os interesses pessoais e de grupos”, salientou o deputado.

Perante o cenário demonstrado nos debates, David Gomes, salientou que a seu ver, é “necessário levar os princípios da honestidade, valores da tolerância do bem comum” para dentro da política, acrescentando que a política deve trabalhar com vista a uma sociedade “mais justa, mais desenvolvida e uma sociedade igual para todos”.

Antecedendo este tema, houve uma reflexão em torno do papel da mulher na sociedade.

Em termos de participação, o pároco da Brava, Euclides Pires, fez um “balanço positivo” do primeiro dia, visto que, a programação está a decorrer conforme estipulada, e no total, estão reunidas 220 pessoas, sendo que 140 são oriundas da ilha do Fogo.

O VI Fórum da Família sob o lema “Família torna-te aquilo que és”, a decorrer na localidade de Nossa Senhora do Monte, iniciou hoje sábado e termina amanhã, dia 26, e segundo o pároco, o lema escolhido vai “repescar” um documento que o papa João Paulo II escreveu em 1981, em que debateu “pontos importantes” para a família de hoje.

MC/CP

Inforpress/Fim