Brava: Edilidade ambiciona retirar contentores das localidades concentradas com aquisição de novo camião de lixo

  • 02/04/2019 05:32

A edilidade bravense está no processo de aquisição de um novo camião de lixo e com isso, pretende-se retirar os contentores das localidades concentradas, passando a fazer recolha de lixo com horário programado.

A informação foi dada à Inforpress pelo presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, que adiantou que o saneamento da ilha está na agenda para 2019, tendo já adquirido e colocado alguns contentores em certos pontos da cidade.

Também, segundo o autarca, estão sendo colocadas papeleiras em alguns espaços públicos, salientando a rua pedonal da Furna, e reforçadas as existentes na praça Eugénio Tavares e na de São João Baptista, e com o término das obras de reabilitação do polivalente de Nossa Senhora do Monte, na parte frontal, que terá uma pequena praça, serão colocadas papeleiras.

Já o processo de aquisição de um novo camião de lixo, que tem o financiamento do Fundo do Ambiente, Francisco Tavares disse acreditar que ficará completo até o final do ano.

E com a chegada do camião de lixo, é pretensão da edilidade, que nas localidades mais concentradas, como a cidade e arredores e a localidade da Furna, seja feita a recolha de lixo, estabelecendo dias e horários, passando assim pela experiência da retirada de contentores, pois, acrescentou que tem reparado que em outros municípios esta experiência fez com que haja aldeias mais limpas.

“Devido a urgência, está-se a analisar qual a melhor proposta para adquirir este camião, um processo que até o final de Abril a empresa já terá sido escolhido e nós avançaremos com a primeira transferência e de acordo com as informações recolhidas, são mais ou menos três meses para a chegada do carro na Brava”.

No quesito ambiente e saneamento, o edil avançou que a câmara já investiu cerca de 300 contos na reparação do velho camião de lixo, que neste momento encontra-se na oficina, para ver se ultrapassa as dificuldades que tem apresentado, e dentro de 15 dias, estará operacional, resolvendo assim os constrangimentos que têm sido encontrados na recolha de lixo e a sua deslocação para a lixeira municipal.

Além de reduzir os constrangimentos, adiantou que também, serão reduzidos os custos, visto que um camião normal faz três voltas de lixo para a lixeira, para a mesma quantidade que o carro de lixo faz em apenas uma volta, poupa-se assim em combustível, pneus e outros acessórios.

MC/CP
Inforpress/Fim