Brava: Jovem fotógrafo sonha em “mostrar” a ilha pelo mundo através da imagem

  • 29/03/2019 05:10

 Emerson Gonçalves é um jovem bravense de 31 anos e, desde muito, cedo foi apaixonado pela arte de fotografar e de trabalhar quadros que representam a vivência e a cultura cabo-verdiana e com isso, quer levar a Brava a outros destinos.

Emerson Gonçalves, contou à Inforpress que começou a ter contacto com o mundo fotográfico desde pequeno, visto que o seu irmão mais velho trabalhava com fotografias.

Desde a infância teve este desejo e veio convivendo com isso, abeirando-se sempre de pessoas que faziam fotografias.

Em 2015, Gonçalves conseguiu comprar a sua primeira máquina fotográfica, lembrando que foi o Nikom D3200, que passou a ser o seu companheiro de todos os dias.

“Com a minha própria máquina comecei a viajar no mundo da fotografia, comecei a aumentar as minhas pesquisas na internet, tomei e tomo opiniões em outros fotógrafos, acabando por apaixonar mais ainda”, contou Emerson Gonçalves.

Normalmente ele costuma fotografar o dia-a-dia, momentos, fauna, paisagem, a vivência dos bravenses, a natureza e tudo que o seu olhar de fotógrafo achar “fascinante”.

Com a colecção que Emerson Gonçalves vem fazendo desde 2015, o maior sonho é “levar a Brava a outros cantos do mundo e às outras ilhas, contar a história desta ilha fascinante através da imagem”, mas, conforme salientou, até este momento não foi possível materializar o sonho.

Até porque, a fotografia não é a sua profissão, mas um “hobbie” que faz no seu tempo livre, visto que, este trabalha num mini-mercado, “até conseguir organizar e encontrar apoios para ir mais longe”.

Enquanto não conseguir alcançar o seu sonho e o objectivo maior, Gonçalves contou que em 2017 por iniciativa própria, organizou e realizou a sua primeira exposição fotográfica na Praça Eugénio Tavares, onde expôs 15 dos seus quadros, que além de fotografias, o mesmo desenha os moldes e produz os seus quadros.

Aliás, um outro “hobbie” de Emerson é desenhar quadros de acordo com o que vê e o que as pessoas pedem.

Com estes quadros, já teve a oportunidade de participar em várias exposições, como no 4º Fórum Mundial de Desenvolvimento Económico Local, realizado na cidade da Praia, participou também em diversas feiras na ilha Brava, em Santo Antão e no Sal.

Em 2018, foi pré-nomeado na categoria de cultura na gala Somos Cabo Verde e isto deu-lhe uma nova visão das coisas, porque segundo Emerson, antes, divulgava as suas fotografias nas redes sociais, mas com o andar dos tempos, ficou guardando as suas imagens, para algo que terá um impacto “maior” não só para os bravenses, mas para os que terão a oportunidade de assistirem à sua exposição, pois “o sonho será realizado”.

Emerson Gonçalves pede aos jovens bravenses que “sonhem, persistem, mantenham o foco e procurem formas de materializar o sonho. Porque oportunidades há sempre, mas é preciso estar atento e agarrar as que aparecem”, finalizou.

MC/ZS

Inforpress/Fim