Brava: Médicos egípcios apadrinham Delegacia de Saúde com consultas grátis e distribuição de medicamentos e óculos

  • 27/11/2017 08:13

Uma equipa de médicos egípcios voluntários de “ST Paul Medical Service Igreja Orthodox”, em parceria com a Delegacia de Saúde da Brava, está a levar a cabo uma campanha de consultas gratuitas na ilha, que inclui distribuição de medicamentos e óculos aos pacientes.

O delegado de saúde, Carlos Reis explicou à Inforpress que esta parceria com médicos egípcios voluntários já vai na sua segunda etapa, já que o primeiro grupo, composto por um oftalmologista, um médico internista e um farmacêutico, esteve na ilha em Setembro.

Na primeira incursão, o oftalmologista fez mais de 80 consultas, de forma gratuita e distribuiu alguns óculos às pessoas mais necessitadas, para além de algumas pessoas cujas receitas foram enviadas ao Egipto, tendo 27 lentes regressado à Brava logo no segundo grupo para os pacientes prescrevidos.

Também nessa primeira etapa os médicos egípcios procederam à distribuição de medicamentos.

Entretanto, Carlos Reis assevera que a segunda etapa foi a mais proveitosa, uma vez que o médico ginecologista observou em apenas três dias 660 consultas, o clínico dentista procedeu a 93 intervenções, o cardiologista fez 171 consultas e 32 sg, para além de duas hospitalizações, cujos trabalhos decorrerem num sábado até ás 23:00, em Nova Sintra.

A mesma equipa deslocara logo no domingo seguinte à Freguesia de Nossa Senhora do Monte, onde recebeu os pacientes no Posto Sanitário local, com o dentista a observar 21 casos, o ginecologista 32 pacientes e o cardiologista 43 pacientes, num período laborar que terminou por volta das 24:00.

De acordo com o clínico Carlos Reis, esta equipa de voluntários desta região do “Magrebe” promete regressar à Brava num futuro próximo com outras especialidades para apoiar a população consoante as suas necessidades patológicas.

Conforme explicou o delegado de Saúde da Brava, esta parceira nasceu a partir da vinda de um médico egípcio à ilha em busca de parceiros, tendo na altura registado as necessidades da Brava face às suas especificidades, marcado por um clima ameno fresco, praticamente ao longo do ano e pela característica das suas gentes.

Carlos Reis indicou que tanto a população, com toda a estrutura de saúde da Brava ficaram beneficiadas com esta equipa médica egípcia, tendo destacado também a colaboração emprestada pela Câmara Municipal da Brava que assegurou o apoio logístico aos visitantes, considerados imprescindíveis para a materialização deste projecto.

O “St. Paul Medical Services” é referenciado como uma organização internacional de caridade, fundada pela Igreja Copta Ortodoxa, com a finalidade de prestar cuidados médicos e medicamentos para comunidade carente tendo realizado acções do género, também na ilha do Fogo

SR/FP

Inforpress/Fim