Brava: Obras de reabilitação dos polivalentes de Mato e Nossa Senhora do Monte orçadas em mais de 20 mil contos

  • 23/08/2019 04:40

As obras de reabilitação do polivalente do Mato já finalizaram e as do polivalente de Nossa Senhora do Monte estão no processo final, custando à autarquia cerca de 25 mil contos.

Esta informação foi avançada à Inforpress pelo responsável do pelouro do Desporto, Mário Soares, que explicou que no polivalente do Mato finalizaram a construção de um palco, balneares, bilheteira, praceta e rampa de acesso à entrada principal do polivalente e uma entrada alternativa que evita que os alunos saiam da sala de aula e vão pela estrada para o polivalente.

Ainda neste mesmo polivalente, o vereador adiantou que o piso, que era rugoso, sofreu uma “inovação”, com a aplicação de resina, que está sendo aplicada na ilha pela primeira vez.

Segundo Mário Soares, esta “inovação” vem “dignificar” as infra-estruturas desportivas e “dar aos jovens qualidade para praticarem desporto numa estrutura com mais qualidade e que dignifica a comunidade e toda a ilha”.

De acordo como responsável, já foi feita a pintura total da estrutura, requalificação da parte externa, entre outras intervenções, orçadas 7000 contos, mas, segundo o vereador, necessitam ainda de mais 1000 contos, para finalizar a reabilitação do centro comunitário que fica anexo ao polivalente.

Relativamente ao polivalente de Nossa Senhora do Monte, Mário Soares avançou que esta é uma obra que custa muito mais, com um orçamento total que ronda os 19 mil contos, sendo que as intervenções serão feitas de forma faseada.

Elencou que neste momento já fizeram a recuperação de quatro casas de banho, da electrificação, uma nova cobertura, colocação de mosaico em todas as áreas, colocação de resina em uma das salas que vai funcionar como um ginásio, acrescentando que o piso sofreu a mesma inovação que o do Mato.

Com a reabilitação desta infra-estrutura, criou-se uma cozinha que vai apoiar a lanchonete que vai funcionar no espaço, para além da preparação de uma sala destinada a actividades lúdicas e culturais, entre outros espaços que vão ser utilizados por diversos outros fins, inclusive, uma área reservada para a colocação de uma caixa Vinti4 na localidade e uma praça.

Estas intervenções, segundo o vereador, foram suportadas com as receitas da Câmara Municipal da Brava, que recorreu a um empréstimo bancário para o efeito.

MC/JMV
Inforpress/Fim