Brava: Pastor da Igreja do Nazareno diz que não se deve reconhecer Jesus somente na época natalícia ou durante a Páscoa

  • 21/04/2019 07:07

O pastor da igreja Nazarena na Brava, Roberto Silva, defendeu hoje que não se deve reconhecer Jesus somente na época natalícia ou durante a Páscoa, e sim, renunciar à própria vontade e fazer a de Jesus.

Em declarações à Inforpress, Roberto Silva, adiantou que enquanto igreja cristã, acreditam que a Semana Santa é no sentido literal a “mais importante semana do cristianismo”, pelo simples facto de “como o apóstolo Paulo costumou dizer, se Jesus Cristo não ressuscitar em vão seria a nossa fé”.

A Semana Santa Nazarena iniciou desde o passado domingo, “com a entrada triunfal de Jesus mostrando a humildade” ao longo da semana, seguem o relato cronológico daquilo que aconteceu durante a Semana Santa.

Hoje, também “fizeram como Jesus Cristo anteriormente fez com os seus discípulos”, celebrando a Ceia do Senhor.

De acordo com o pastor, desde o início do Velho Testamento e mesmo no Novo, tudo aponta para este acto e é através deste acto que hoje têm acreditado toda a sua fé, de que Jesus Cristo ressuscitou e por causa da sua ressurreição podem morrer num sentido espiritual e nascer de novo, para viver uma vida, segundo a sua vontade.

Durante esta época, Roberto Silva salientou que têm tentado e vão continuar a tentar passar para os irmãos da igreja, que a Semana Santa é uma semana que coloca a todos a reflectir sobre aquilo que se deve viver no dia-a-dia, durante o ano inteiro”, ou seja, Jesus Cristo veio deixar um exemplo da maneira que se deve viver com Deus e, defendeu, deve-se tentar seguir o exemplo Dele.

Daí, segundo Roberto Silva, tentam exortar os irmãos da igreja e a comunidade em geral de que se deve viver uma vida humilde, reconhecendo uns aos outros, mas também, reconhecendo a necessidade de Deus e vivendo uma vida de acordo com a santidade, de acordo com a sua palavra e claramente seguir o modelo de tudo isso que é Cristo.

MC/ZS

Inforpress/Fim