Brava: População de Lomba reclama cobrança da taxa da RTC

  • 03/01/2019 14:32

A população de Lomba Tantum, na ilha Brava, reclama de cobrança da taxa da RTC (Rádio e Televisão Cabo-verdiana) alegando que não usufrui nem do canal da televisão e nem da rádio nacional.

A presidente da Associação Comunitária para o Desenvolvimento de Lomba, em declarações à Inforpress, deu voz á “revolta” dos moradores, indicando que, apesar de não possuírem sinais da rádio e televisão públicas, todos os meses é cobrada a taxa de quase 600 escudos, que vem incluída na factura de luz.

Segundo Jaqueline Barros, já foram reclamar na Electra, mas a empresa diz que não é responsável por essa cobrança e nem é da sua alçada resolver esta situação.

“Informaram-nos que é o Governo quem pode resolver a nossa situação. Então, pedimos a quem de direito que resolva o problema porque é injusto pagar por algo que não usufruímos”, apelou.

De acordo com a mesma, nunca tiveram nenhuma antena na localidade ou nas proximidades que lhes permitam ter acesso ao canal de televisão pública e nem da rádio, até porque, “mesmo a rede móvel enfrenta algumas dificuldades”.

Os moradores que tiveram acesso à electricidade logo no início, conforme contou a líder comunitária, já tinham reclamado e a taxa não consta nas suas facturas. Mas, os mais recentes têm a taxa incluída na factura de luz.

Daí esta revolta, pois, na óptica da porta-voz da líder comunitária de Lomba Tantum, sempre tiveram conhecimento deste facto.

Quem quiser ver televisão na localidade, tem de comprar ‘box’ e antena parabólica, mas, mesmo assim, não têm acesso aos canais nacionais, excepto a Record CV.

Devido a esta situação, Jaqueline Barros revelou que esta comunidade encontra-se isolada, porque muitas vezes não dão conta dos acontecimentos do país, porque não possuem nenhum meio de comunicação nacional disponível, que lhes permitem acompanhá-los.

Lomba Tantim fica a cerca de 10 quilómetros da Vila de Nova Sintra e é uma zona piscatória.

MC/CP

Inforpress/fim