Brava: Presidente do parlamento conclui sua visita à ilha com sentimento de dever cumprido

  • 08/04/2019 11:39

O presidente da Assembleia Nacional (AN) terminou, hoje, uma visita de três dias à ilha Brava, onde disse que terminou estas visitas com o sentimento de “dever cumprido”.

Jorge Santos fez estas considerações já no cais da Furna, no momento da sua partida, após percorrer praticamente quase todas as localidades e artérias da “Ilha das Flores”.

Por esse motivo, considerou que o sentimento com que deixa a ilha é “muito positivo”, por ter tido esta oportunidade, que permitiu-lhe inteirar dos investimentos municipais, apreciar a qualidade dos mesmos e manter contacto com as pessoas.

Neste sábado, o presidente da AN teve a oportunidade de visitar o aeroporto desactivado em Esparadinha, tendo reafirmado que a “oportunidade para o desenvolvimento” da ilha Brava, é Esparadinha e os transportes aéreos.

Segundo o mesmo, não obstante ter equipamentos em Favatal para ver a possibilidade de elaboração de um novo projecto de aeroporto, mas é sempre necessário equilibrar e estudar todas as possibilidades técnicas que existem para a ligação aérea da Brava para as restantes ilhas e o mundo.

Visitou igualmente as piscinas naturais em Fajã D´Água e as obras de reabilitação, as vias de acesso, como também o novo centro de saúde na localidade de Furna.

Também teve a oportunidade de visitar alguns produtores e empresários da área do turismo que ligam a produção do aguardente com o turismo, levando-o a reforçar e a afirmar que “a Brava é um verdadeiro laboratório vivo para a cultura, para o turismo natural”, não só ligar o mar com desporto náutico, agricultura, trekking, mas também com as belas praias, cultura e a morna.

“É uma ilha que merece ter uma atenção muito especial no que diz respeito ao desenvolvimento da cultura”, finalizou Jorge Santos, ajuntando que as expectativas são altas, com três grandes prioridades para a ilha, que é a questão dos transportes, consolidação e melhoria das condições de saúde, como também a resolução do problema da água, utilizando as energias solares.

MC/ZS

Inforpress/Fim