Bravenses na Cidade da Praia manifestam sexta-feira para “resolução definitiva “dos problemas que afectam a Brava

  • 12/03/2019 19:34

Um grupo de jovens bravenses residentes na Cidade da Praia organiza na sexta-feira, 15, uma manifestação exigindo a resolução, “de forma definitiva”, dos problemas que afectam a ilha Brava, mormente a ligação marítima.

Segundo Jorge Rodrigues, um dos promotores da iniciativa, a mesma vem na sequência da manifestação pacífica liderada pelo “Movimento Basta” levada a cabo sábado na Brava, para chamar atenção ao Governo sobre a situação de saúde na ilha e de outros sectores, principalmente a ligação marítima.

“É do conhecimento público o falecimento de uma parturiente que foi uma espécie de omissão de cuidados básicos de saúde, situação recorrente na Brava, com a tomada de decisões sempre em cima da hora”, lembrou Jorge Rodrigues.

Por isso, avançou que vão organizar na Cidade da Praia uma passeata pacífica na sexta-feira, que começa na ponte de Vila Nova, passa pela Avenida de Cidade de Lisboa, e termina em frente ao Palácio do Governo.

“Escolhemos um dia de semana [sexta-feira] para aproveitar todo o movimento daquela avenida para chamar a atenção das pessoas e demonstrar que os bravenses na Cidade da Praia têm muita ligação à sua ilha natal”, explicou.

Para Jorge Rodrigues, uma manifestação realizada na capital do país sempre tem maior impacto, lamentando que o movimento que aconteceu na ilha Brava, na semana passada, não teve a cobertura da Televisão pública.

O problema de ligação marítima tem que ser resolvido de forma definitiva, advogou esse activista, congratulando-se com a decisão do navio Kriola retomar esta segunda-feira, a sua escala inicial, mantendo as cinco viagens semanais e pernoitando durante sete dias no cais da Furna.

No último sábado, realizou-se uma manifestação na Brava em que uma das reivindicações foi a exigência do barco no porto da Furna para responder as demandas da população, principalmente na questão da saúde.

OM/CP

Inforpress/Fim