Clubes contra decisões da ARFB e ameaçam destituir a Direcção

  • 27/11/2017 07:58

Cidade de Nova Sintra, 27 Nov (Bravanews) - Algumas equipas da Brava mostram a sua indignação pelo facto da Direcção da Associação Regional ter tomado a decisão de limitar a entrada de dirigentes ao Estádio Aquiles de Oliveira.

Embora a decisão foi tomada numa reunião de clubes, mas segundo foi avançado por alguns dirigentes, que pediram anonimato, a Direcção quis a todo o tempo impor esta decisao e nao ouviu as várias sugestões que poderiam minimizar os impactos desta medida “radical”.

Segundo nos foi avançado à medida constitui na limitação de número de dirigentes com direito a entrada gratuita, indo a medida contra o que reza o Estatutos da FCF de que todos sem excepção, basta para isso serem dirigentes dos clubes, tem entrada livre em todos os campos de Cabo Verde.

Para além desta “absurda” medida, os clubes falam de que há situações graves de atropelo aos Estatutos e Regulamento Disciplinar da FCF e “caso isso continuar nos restará apenas a destituição deste Direcção”, disse um dos dirigentes.

“Conhecemos a ilha Brava, onde as pessoas concordam com determinadas coisas, mas depois nas esquina e bares, dizem-se contra, o que não ajuda em nada o desenvolvimento, no caso, do nosso futebol”, disse um dirigente da Académica.

Pondera-se uma reunião para anulação desta medida, que viola os Estatutos da FCF e os Estatutos dos Dirigentes Desportivos, pois o único documento legal que poderá limitar o número de dirigentes dos clubes, sao os próprios estatutos dos clubes e “caso os Estatutos dos Clubes definirem o número de dirigentes, estes, na sua totalidade gozam de todos os direitos escarrapachados nos Estatutos do FCF e no Regulamento Disciplinar”, avançou um jurista contactado pela Bravanews.

Infelizmente não podemos trazer a versão da Direcção da ARFB porque este declarou “black out” com a Bravanews, uma decisão pouco compreendida nos tempos modernos.

 

MS