Funcionários recebem carta e Icelandair vai assumir TACV Internacional

  • 10/08/2017 00:00

Os funcionarios da Transportadora Aerea de Cabo Verde (TACV) receberam na tarde desta quarta-feira a carta que dá conta que a Icelandair será a nova dona da companhia cabo-verdiana.

Segundo o jornal A Nação, o executivo vai, esta quinta-feira, 10 de Agosto, assinar com Loftleidir Icelandic, que pertence ao Icelandair Group, um contrato de gestão da TACV. Informou o Conselho de Administração da transportadora cabo-verdiana num comunicado enviado aos funcionários.

Eis a carta enviada aos funcionários da TACV:

“Caros Trabalhadores,

caros Colegas,

Como é do vosso conhecimento, o Governo vinha buscando um parceiro estratégico com know-how para o apoiar na fase final do processo de reestruturação dos TACV, mantendo o seu objectivo principal que é o de privatizar a companhia.

Em Maio de 2017, avançámos com a comunicação da primeira fase do processo de reestruturação, que visava a descontinuidade da operação doméstica e regional com aparelhos ATR, que passou a ser assegurada pela Binter, tendo ficado para um segundo momento a conclusão da restruturação da empresa, com a apresentação de uma solução para a operação internacional.

Como sempre foi dito, o Governo busca uma solução que não contempla apenas os TACV mas sim uma solução mais abrangente que objectiva a transformação de Cabo Verde num hub de referência no Atlântico, um posicionamento que certamente trará uma nova dinâmica ao sector, criando novas oportunidades de negócios directos e indirectos.

Neste sentido, o Governo acaba de acordar com a Loftleidir Icelandic, que pertence ao Icelandair Group, um contrato de gestão que tem por base um plano de negócio acordado entre as partes. A formalização deste contrato terá lugar amanhã, dia 10 de Agosto de 2017.

Trata-se de uma companhia aérea de renome, com sede na Islândia, com 80 anos de actuação no sector e com presença marcante na Europa, Estados Unidos da América e Canadá.

Actualmente a operar com 25 Boeing 757-200, 1 Boeing 757-300 e 4 Boeing 767-300, a IcelandAir vai implementar um novo modelo de negócios focado na eficiência das operações, na qualidade dos serviços, na ampliação das rotas e na consolidação de Cabo Verde como um hub de operações aéreas no Atlântico.

O Contrato de Gestão que será celebrado com a Loftleidir Icelandic é crucial para o sucesso da conclusão do processo de reestruturação, considerando todo o know-how deste importante e reconhecido Grupo que irá contribuir para a criação de um novo e moderno ambiente de negócios no país. O acordo prevê mudanças substanciais no modelo de negócio e de gestão da empresa.

Para além de uma série de medidas que serão implementadas visando tornar a empresa mais eficiente, tais como o aumento da actual frota para incrementar a operação internacional, a implementação de novas rotas, são certamente medidas de impacto no futuro da companhia tornando-a muito mais interessante do ponto de vista financeiro quando vier a ser privatizada.

O plano detalhado acerca dessa operação será anunciado oportunamente. Entretanto, no que diz respeito aos nossos colaboradores, reafirmamos o nosso compromisso com total transparência, responsabilidade e respeito por aqueles que dedicaram parte de suas vidas ao serviço da empresa.

Por isso, aqueles trabalhadores que forem desvinculados durante a reestruturação, terão todos os seus direitos respeitados. Para além disso, o Governo de Cabo Verde, com o suporte dos principais parceiros internacionais, também vai disponibilizar em breve um fundo de financiamento com linha de crédito especial destinada a iniciativas de empreendedorismo e treinamento para a recolocação profissional.

O CA da TACV compromete-se, por meio dos departamentos responsáveis e meios de comunicação criados para o efeito, em facultar toda e qualquer informação necessária que sirva para dirimir eventuais dúvidas dos nossos colaboradores.

Com os melhores cumprimentos,

O CONSELHO DA ADMINSITRAÇÃO “

Fonte: A Nação