Ilha Brava: Escola de música de Nossa Senhora do Monte prepara concerto para o Natal

  • 02/12/2018 06:04

A Escola de música de Nossa Senhora do Monte, criada há cerca de dois anos, prepara um concerto para celebrar o Natal, como forma de dar a conhecer a população bravense o que ali se tem aprendido.

O pastor da igreja do Nazareno, fundador e professor da escola, Paulo Cardoso, explicou à Inforpress que este projecto surgiu de uma iniciativa própria, logo quando chegou a “Ilha das Flores”, em Setembro de 2016, altura em que, lembrou, abriu a primeira escola na Vila de Nova Sintra, com o apoio da Câmara Municipal, que ofereceu todas as condições necessárias para a criação e funcionamento da mesma.

Com o decorrer do tempo, explicou, a procura aumentou e as exigências tornaram-se maiores, tendo a necessidade de procurar apoios junto de outras instituições, candidatando-se ao Programa de Bolsa de acesso à cultura.

Com este apoio, foi possível garantir o pagamento de propinas a oito alunos, medida que ajudou a escola na criação de melhores condições para os seus educandos.

Hoje, adianta o responsável, a escola está presente em outras localidades, saindo assim da Vila de Nova Sintra, instalando-se agora em Nossa Senhora do Monte, continuando com um aumento dos alunos, o que justifica ter maior número crianças,mesmo sendo a escola aberta a todos os interessados.

Neste momento, a escola funciona com 26 alunos, numa faixa etária dos 10 anos, até porque, segundo o professor, a bolsa que recebem contempla alunos que têm menos de 25 anos.

Com o aproximar da época natalícia, a escola, em parceria com as igrejas da ilha, estão preparando um concerto que será apresentado ao público bravense pela quadra natalícia.

Os alunos aprendem a tocar vários instrumentos musicais, como o cavaquinho, baixo, violão, guitarra, flauta, piano e a bateria e são ensinados a música como ciência, tocando todo e qualquer tipo de género, não só nacional.

Tendo em conta a importância do violino para a cultura da ilha, Paulo Cardoso adiantou que neste momento uma das maiores preocupações é introduzir este instrumento na escola, mas “a falta de professores especializados na área está dificultando este processo”.

A procura por parte de possíveis interessados na Vila de Nova Sintra é “enorme”, daí, de acordo com Cardoso, caso surgir um espaço, algum financiamento e instrumentos, a escola estará disponível para dar continuidade a este projecto, marcando presença em outras localidades, mas isto, de acordo com o responsável, implicaria a disponibilidade de mais professores capacitados na área.

Paulo Cardoso diz acreditar que estudar a música apoia as crianças no processo da educação e no seu desenvolvimento.

A ideia é sensibilizar os pais sobre a importância da aprendizagem da música e de estes permitirem os seus filhos frequentarem a escola da música desde cedo.