Ilha Brava: População de Lomba-Tantum conhece projecto de impacto para a zona

  • 04/12/2018 06:19

A Plataforma de Desenvolvimento Local 20/30 reuniu-se com a população de Lomba – Tantum para apresentar o projecto de impacto “Brava Fish” em que o financiamento será desbloqueado no mês de Dezembro.

Neste encontro estiveram presentes várias instituições e elementos que fazem parte da plataforma para a apresentação do projecto de impacto escolhido denominado “Brava Fish”, em que “fish”, conforme informações avançadas pelo autarca Francisco Tavares, representa o bom, mas também o peixe.

Este projecto engloba várias acções de formações transversais, desde VGB, saneamento, tratamento e conservação de pescado, para culminar com a criação de uma cooperativa na zona de Lomba para dinamizar todo o sector das pescas da localidade.

Ainda no quadro do projecto serão realizadas formações na área de atendimento,  intervenções sociais, contra o consumo do álcool e o consumo de estupefacientes.

Paula Silva, animadora territorial do programa Plataforma de Desenvolvimento Local 20/30, em entrevista à Inforpress já tinha avançado que este projecto vai contribuir não só para o “empoderamento económico” da população, mas também o “empoderamento social”, trabalhando as questões sociais, a formação profissional, de forma a “garantir” mais empregabilidade para os jovens, parte onde “entra” o Fundo do Turismo e outros parceiros.

No quadro de projectos, a Câmara Municipal da Brava aproveitou para apresentar outros projectos que acoplam o da plataforma, nomeadamente o do arruamento que já está em andamento,  de um miradouro esplanada a ser construído no próximo ano, com ponto de venda do pescado aos turistas, apresentou ainda do mercadinho de peixe, electricidade para o porto de Tantum e melhorias na casa de pescadores e construção de uma placa desportiva na localidade de Palhal, entre outros.

A Delegação do Ministério da Agricultura também apresentou um projecto ligado às energias renováveis para a localidade, que vai favorecer a população da localidade.

A plataforma é liderada pelas câmaras municipais, mas constituída por todos os actores do município.

MC/AA

Inforpress/Fim