“Kriola” perde hélice: CV Interilhas recorre a armadores nacionais para garantir ligações

  • 05/10/2019 10:39

O ferry boat Kriola sofreu uma avaria técnica que, de acordo com informações disponibilizadas pela Cabo Verde Interilhas em comunicado, impossibilitou a realização ontem da viagem habitual às ilhas do Fogo e Brava. O navio vai-se juntar ao Praia d´Aguada, que já está nos estaleiros navais da Cabnave em manutenção de rotina.

Ao que o Mindelinsite conseguiu apurar, o navio perdeu uma das hélices, pelo que terá de subir nos estaleiros da Cabnave para averiguar todo o seu sistema. Sem uma data para retomar as viagens, e tendo em conta que a empresa já estava com um barco a menos devido a manutenção de rotina do Praia d´Aguada, a CV Interilhas vai reprogramar as suas operações.

Não temos ainda uma previsão de quando o Kriola estará operacional. O ferry perdeu uma hélice e vai ter que subir à Cabnave para fazer averiguações em todo o seu sistema. Enquanto isso, a ligação marítima entre as ilhas de Santiago, Fogo e Brava poderá ser assumida por armadores nacionais”, informa, num exclusivo ao Mindelinsite, o gestor de comunicação e marketing da CV Interilhas, Jorge Martins.

Enquanto isso, prossegue, a empresa tem várias soluções sobre a mesa, que podem passar pela parceria que tem com os armadores nacionais que podem assumir, provisoriamente as ligações marítimas Fogo, Brava e Santiago. “A empresa está a trabalhar e a envidar todos os esforços e meios disponíveis no sentido de se encontrar soluções alternativas para os passageiros e carga”, reforça a nota de imprensa emitida pela CVI.

Em jeito de remate, lembra que, recentemente, integrou nas suas rotas o navio Sotavento com o principal objectivo de reforçar as ligações e manter o funcionamento normal. Mesmo assim pede aos passageiros e ao público em geral compreensão e colaboração até normalizar o panorama.