Lei do Álcool

  • 05/10/2019 07:35

 

Hoje entra em vigor a "A Lei do Álcool".

Uma lei oportuna, com boas intenções, mas ainda com imperfeição e necessidades de permanente ajustamento para adequar à realidade de um país de economia informal onde tabernas e quiosques são licenciadas paredes meias com as escolas, onde a produção de aguardente constitui a base da economia de muitas familias, fazendo com que oconvívio com o Álccol no seio familiar seja algo natural e aceitável , um país onde os festivais são os principais eventos de promoção e consumo e constituem fontes de rendimentos de centenas de familias, e num país onde os mensageiros da sensibilização sobre o consumo do Álccol, na maioria das vezes são os consumidores mais exagerados e com menor credibilidade.

Parece-me também necessária uniformizar critérios de fiscalização e controle de qualidade, para que a fiscalização não se centre em perseguir a produção nacional e facilitar a importação, onde existem todos os preços e todas as qualidades credenciadas por um rótulo qualquer; torna-se igualmente urgente a regulamentação da lei do grogue no que tange a grogue que não seja apenas de cana mas também de açúcar e outros derivados como forma de preservar a produção nacional e o sustento de muitas familias, caso contrário, grog ti ta bem cabá!

Pá bebi ku moderação!