Piloto cabo-verdiano morre em queda de avião na Guiné-Conackry

  • 25/06/2018 22:21

Jaime Melo, piloto cabo-verdiano da companhia aérea Eagle Air, da Guiné Conackry, é uma das quatro vítimas mortais de um acidente aéreo ocorrido este domingo, 24, naquele país africano.

Melo e um outro piloto de nacionalidade alemã partiram por volta das 10 horas deste domingo de Conackry com destino à cidade de Lero, onde o avião era esperado às 11h41m. A bordo estavam mais dois técnicos da Eagle Air, um polaco e um conacry-guineense.

Mas meia hora depois da decolagem o aparelho caiu em Kindia, matando todos os quatro tripulantes. As informações ainda são escassas quanto às causas que provocaram este acidente, mas o ministro dos Transportes da Guiné-Concakry, depois de lamentar a tragédia e apresentar condolências às famílias das vítimas, anunciou a abertura de um inquérito para apurar a origem da queda do avião da Eagle.

Jaime Melo (conhecido vulgarmente por Minho) é natural da Praia, licenciou-se em engenharia aeronáutica em Bruxelas e fez pilotagem comercial no Pro-Aircraft Flight School, no Texas, EUA, em 2006.

Trabalhou na TACV e na Cabo Verde Express, antes de integrar a companhia aérea privada Eagle Air, da Guiné Conackry.

O colectivo de Santiago Magazine endereça aos familiares as sentidas condolências.