Ministro constata “sensação de tranquilidade” apesar de alguma preocupação manifestada pela população

O Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, expressou uma sensação de tranquilidade na ilha Brava apesar das preocupações naturais em relação aos abalos sísmicos. Durante sua visita a diversas localidades, como Cova Rodela, Fajã d'Água e Lomba Tatum, ele destacou a clareza das mensagens transmitidas à população, visando inspirar confiança e tranquilidade.

Nov 28, 2023 - 17:11
Nov 28, 2023 - 17:15
 0  92
Ministro constata “sensação de tranquilidade” apesar de alguma preocupação manifestada pela população
O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, afirmou hoje sentir uma “sensação de tranquilidade” na ilha Brava, embora existam preocupações, que o mesmo considerou serem naturais em relação aos abalos sísmicos.
Paulo Rocha fez estas declarações à aos jornalistas, à margem da visita que realizou hoje às diversas localidades da Brava, nomeadamente, Cova Rodela, Fajã d´Água e Lomba Tatum, com o objectivo de sensibilizar as pessoas e acompanhar os trabalhos que estão sendo feitos pelo serviço nacional da Proteção Civil, juntamente com a câmara municipal.
O governante salientou ainda que estão sendo “muito claro” nas mensagens que vão sendo transmitidas à população, considerando que são de “confiança e tranquilidade”, uma vez que os serviços da Proteção Civil têm estado a acompanhar a evolução da situação, em articulação com o Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INMG), do modo que possam perceber qual é a realidade da situação e “gradualmente” informar a população.
“O sismo, tremor de terra, é um fenómeno da natureza, nem sempre são previsíveis, mas quando são, o serviço nacional da Proteção Civil acompanha, e havendo necessidade de informar a população, isto em caso de agravamento, o mesmo dará esta informação”, sublinhou.
Conforme realçou, neste momento, apesar de haver tranquilidade e de não ter motivos de preocupações, os serviços nacionais têm de reforçar o seu planeamento, a sua preparação para dar resposta às eventualidades, caso algum dia seja necessária.
Outrossim, o ministro garantiu que o INMG tem estações de controle instaladas na Brava que permitem uma recolha bastante “eficiente” de dados.
“Ao certo, que eu tenha conhecimento, são seis as estações de monitoramento permanente, todavia existe também no Fogo, visto que são as ilhas de natureza vulcânicas e é aonde que se sente mais estes fenómenos”, informou.
Neste sentido, Paulo Rocha esclareceu que naturalmente os pontos de observação não poderão estar nestas ilhas, daí que ficam situado na delegação norte, mas concretamente em São Vicente, onde os dados são monitorizados remotamente, através dos equipamentos que estão instalados e que permitem, com a tecnologia, acompanhar o fenómeno em qualquer parte do território. 
No dia 22 de Novembro o Governo declarou situação de contingência e alerta para a ilha Brava por um período de quatro meses prorrogáveis.

 

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow