VUCA PINHEIRO LANÇA 2 CDs DEDICADOS À ILHA BRAVA

O artista bravense Vuca Pinheiro, na sua senda de não deixar cair no esquecimento o folclore bravense, lança nos EUA, no dia 21 de Outubro de 2023, dois CDs dedicados à Ilha Brava, com temas inéditos e duas regravações.

Oct 10, 2023 - 04:47
 0  126
VUCA PINHEIRO LANÇA 2 CDs DEDICADOS À ILHA BRAVA

 

No primeiro CD "Ilha Brava Ilha Formosa", ele conseguiu reunir onze cantores para dar voz a vários inéditos da Ilha das Flores, incluindo o "Hino Bravense" escrito por Eugénio Tavares.

 

HINO BRAVENSE

 

Letra e música de

Eugénio Tavares

 

Ó Brava amada, meu ninho em flôr,

Ó pequenina e humilde Brava!

Coroada outrora de fogo e lava,

Hoje teu nimbo é o nosso amor!

 

Terra crioula, terra natal,

- Tamanho e forma de um coração! -

Que Deus te guarde de todo mal,

Que em torno a ti o Mal ruja em vão.

 

Filha da lava e filha do mar,

Que a lava aquece e o mar rebeija,

Tua alma, ó Brava, como que adeja,

Asa de sonho solto no ar.

 

Nunca amainaste na tempestade

As velas cândidas da clara esperança,

Nunca deixaste de, na bonança,

Ser forte e doce como a saudade!

 

Coro

 

Teus filhos amam o largo mar,

O mar que os leva e que os traz de espaço

Choras, se partem p'ra não voltar,

Cantas, se voltam ao teu regaço!

 

No tema "Djabraba Ilha Formosa" (que emprestou o nome ao CD), Vuca Pinheiro conclama os bravenses a proclamarem as especificidades culturais e as belezas naturais da Ilha que o viu nascer.

 

DJABRABA ILHA FORMOSA

 

Letra e música de

Vuca Pinheiro

 

Alou bravenses vamos todos festejar

De peito aberto, coração em disparada,

A natureza desta festa singular

Que nos orgulha, nos encanta e envaidece.

 

Alou braveness vamos todos proclamar

Ilha mais bela não há nem pode haver,

Cantemos nossa gente, nossa singularidade,

Nhô Roque e nhô Tatai, nosso clima sem igual,

São João o padroeiro, o mastro e a bandeira,

Nossos marinheiros e nossa emigração.

 

Djabraba ilha formosa, sem igual,

Aqui plantada em nossos corações,

Por mais que te protelem nessa vida

Ês a mais bela, a mais charmosa, a mais ditosa.

 

Tu ês o encanto que nos levas

Por entre as brumas da saudade e da esperança.

Nossas tradições, nosso folclore singular,

A ilha dos poetas, das flores e encantos mil,

As festas juninas, tudo isso é tradição

Lastrada em nossos corações.

 

Outros temas incluidos no CD:

 

01 Brava Terra De Morabeza (Vuca Pinheiro) - Fátima Évora, Djuta Barros, Coral Bravense, Vuca Pinheiro

02 Florzinhas de Cantero (Rodrigo Peres / José Medina) - Coral Bravense

03 'N Bá Cutelo 'Spiabo (João José Nunes / José Medina) - Armando de Pina

04 Djabraba Ilha Formosa (Vuca Pinheiro) - Vuca Pinheiro

05 Hino Bravense (Eugénio Tavares) - Sandra Andrade

06 Rainha (Daniel G. Rosa / Nhô Beto) - Armando de Pina

07 'N Crebo Cumâ Bo Crê'm (Rodrigo Peres / José Medina) - Tiffany Enos

08 Marcha da Velha Guarda (Benvindo Leitão / Vuca Pinheiro) - Coral Bravense, Vuca Pinheiro

09 Bu 'Sta Dixam Mi Só (José de Bibi / Djedjinho) - Coral Bravense

10 Catchor Ca Ta Mordê Lua (Rodrigo Peres) - João Alfredo (Féfe)

11 Nha Princesa (José M. F. Pinheiro / Jacinto Lamas) - Armando de Pina

12 Troca Par (José G. Sousa - Fuca / Hilário Fortes / Mano di Fidjinha di Penha) - Coral Bravense

13 Morna Frank Martins (João José Nunes / José Medina) - Samuel Santiago

14 Titinha (Nhô Djeca / Hilário Galvão) - Coral Bravense

 

 

O segundo CD "Bandolins da Ilha Brava", que teve a participação de Vuca Pinheiro tocando Bandolim, Violino, Violão Acústico e percussão, Djick Oliveira no Violão Acompanhamento e Pulan Miranda na Viola 12 Cordas, incluiu os seguintes temas:

 

01 Morna Niní Alfama (D.R.)

02 Nhô Gobernador (Jorge Barbosa/José Medina)

03 Mazurka (Popular)

04 Combersa Co Lua (Eugénio Tavares)

05 Manchê Ca Crê Manchê (Popular)

06 Nhô Dotor Djudjú (Cristiano José Pereira -Nho Taninho-)

07 Bai de Djabraba (D.R.)

08 Totoi Nhô Djon Fontana (Popular)

09 Fedagosa (Popular)

Resgatar a memória bravense sempre foi uma das metas que estabelecí para o meu percurso dentro da senda musical cabo-verdiana, desde o lançamento do meu primeiro disco no ano de 1985 (exclusivamente de “mornas” bravenses) até aos dias de hoje.

Após sucessivos discos editados nos anos 1987, 1993, 1996, 2001, 2009, 2012, 2014, 2018, sempre privilegiando a cultura bravense e cabo-verdiana, eu não podia deixar de reeditar uma das facetas do cenário musical bravense, muito pouco cultivada nas outras ilhas, que é a de solos de bandolim.  Nesta gravação, com o intuito de catapultar os ouvidos a uma certa época da musicalidade  bravense, procurei basicamente interpretar as mesmas músicas que se tocavam naquele tempo neste maravilhoso e “sui generis” instrumento, procurando sempre manter e preservar a forma genuina de interpretação musical daqueles tempos. O solo (de bandolim) e o acompanhamento (violão e viola), mais o violino e uma percussão bem leve também tiveram o propósito de “trazer” essa bela época de ouro da cultura bravense até aos nossos dias.

Como se pode constatar na fotografia da capa, a Trupe Musical Bravense, fundada por Eugénio Tavares, foi composta de bandolins, violinos, violões, banjos e guitarras portuguesas.

 

 

Artistas participantes nos dois CDs

 

Cantores

Armando de Pina, João Alfredo (Féfe), Coral Bravense (formado por Angela Pesare, Lica Gomes e Lucy Fonseca), Vuca Pinheiro, Fátima Évora, Samuel Santiago, Djuta Duarte, Tiffany Enos e Sandra Andrade.

 

Instrumentistas

Vuca Pinheiro, NhelaSax, Zé Timas, Danny Carvalho, Samuel Santiago, Zezé Barbosa, Djim Job, Kalú Monteiro, Tony Azevedo, Ney Miranda, Djick Oliveira e Pulan Miranda.

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow