Brava: Ministro do Turismo inaugura Centro Interpretativo de Nova Sintra

  • 13/05/2023 06:39

O ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, presidiu hoje à inauguração do Centro Interpretativo de Nova Sintra, na ilha Brava, no quadro do projecto de preparação da ilha para o desenvolvimento do turismo de natureza.

O Centro Interpretativo de Nova Sintra passa assim a ser o ponto de encontro para quem visita a Brava pela primeira vez, onde é possível ter o seu primeiro contacto e noção daquilo que se pode encontrar na ilha.

Segundo o ministro Carlos Santos, que esteve acompanhado do embaixador de Portugal em Cabo Verde, Paulo Lourenço, esse centro interpretativo, juntamente com outros projectos em curso e por realizar, vão potencializar a ilha Brava enquanto destino turístico de natureza.

“Estamos a falar da requalificação urbana da zona de Furna que nós queremos concluir a requalificação da orla marítima. Estamos a falar da conclusão da requalificação de Lomba Tantum e outro importante projecto que é a criação da aldeia turística de Fajã. Como sabem, é uma baía com uma história riquíssima, que tem um potencial muito grande para se desenvolver ali, uma espécie de resort a céu aberto”, indicou.

Carlos Santos salientou que Brava tem um potencial turístico grande, pelo que considera que é necessário prepará-la e dotá-la de outros adereços para permitir com que o turista que vá à ilha das flores sinta-se bem acolhido e possa retornar.

Por isso, para além da requalificação a nível espacial vai-se trabalhar na componente dos recursos humanos, preparando as pessoas para também tirarem proveito do turismo.

“Estamos a falar da capacitação dos operadores turísticos, para conseguirem extrair esse proveito, desenvolver os seus negócios, no âmbito do programa POT, que o maior que é o programa que nós temos a nível de turismo. Creio que a Brava tem essas condições sui generis e condições singulares para se desenvolver como destino” sustentou em declarações à imprensa.

Para além da inauguração do Centro Interpretativo, no quadro da visita que o ministro realiza à ilha da Brava, foi lançado o Projeto Raízes+, que vai ser desenvolvido em cooperação com uma ONG portuguesa para dar continuidade ao processo de preparação da Brava enquanto destino de turismo de natureza.

No que se refere aos transportes que, de resto é um dos problemas vivido pelos bravenses há vários anos e que pode imperar o desenvolvimento do turismo na Brava, Carlos Santos disse que que a breve trecho o problema vai ser resolvido, como, aliás, já foi anunciado pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

O Centro Interpretativo de Nova Sintra foi financiado pelo Ministério do Turismo, através do Fundo do Turismo, pela Câmara Municipal da Brava e pelo Instituto Camões de Portugal, via Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM).