Actividades lectivas no polo da Uni-CV na Região Fogo/Brava arrancam na primeira semana de Outubro – Reitor

O polo da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) na Região Fogo/Brava inicia as actividades lectivas na primeira semana de Outubro com os cursos de agronomia e geologia, disse hoje o reitor desta instituição de ensino superior, Arlindo Barreto.

Aug 31, 2023 - 15:42
 0  46
Actividades lectivas no polo da Uni-CV na Região Fogo/Brava arrancam na primeira semana de Outubro – Reitor

O reitor da Uni-CV concluiu hoje uma visita programada à ilha do Fogo juntamente com responsáveis da Agência da Regulação do Ensino Superior (ARES) para inspeccionar o estado das instalações, nomeadamente o Centro de Recursos Integrados, onde irá funcionar a parte administrativa, e a Casa Materna onde irão decorrer as aulas.

Segundo o mesmo, durante a visita às instalações a entidade reguladora validou os espaços que vão receber os dois primeiros cursos, nas áreas de agronomia e geologia.

Durante a sua estada na ilha do Fogo o reitor da Uni-CV procedeu à assinatura de protocolos com a Fundação Padre Ottavio Fasano/Vinha Maria Chave e com a adega cooperativa de Chã das Caldeiras de modo a permitir que os estudantes possam fazer estágios práticos que sirvam de interesse da formação e na sua qualidade que passa essencialmente pelas questões práticas de observação.

“Temos outros parceiros, a nível internacional, que vão trabalhar com a Universidade. A Fundação Padre Ottavio Fasano/Vinha Maria Chas tem trabalhos feito na área de geologia e com amostras de rochas interessantes que vão colocar à disposição da Universidade de Cabo Verde para as aulas práticas”, afirmou o reitor.

A mesma fonte sublinhou que a Uni-CV está aberta para trabalhar com todos os parceiros, local, nacional e internacional, que possam dar apoio com a experiência que têm em diferentes áreas e serem uma mais-valia para que os cursos tenham qualidade.

“São cursos nas áreas de agronomia e geologia, mas pensamos abrir para o próximo ano lectivo (2024/25) o curso de viticultura e enologia. As condições estão criadas para avançar”, disse Arlindo Barreto em declarações à Inforpress.

A parte administrativa, o Centro de Recursos Integrados, e as instalações onde irão decorrer as aulas estarão prontas antes do início do ano lectivo que aconteça a 02 de Outubro, destacou a mesma fonte.

O reitor da Uni-CV acrescentou que a universidade abriu pré-inscrição para poder ter uma ideia de interesse das pessoas para formação nessas áreas já que necessitava de acreditação da Agência de Regulação do Ensino Superior para começar as inscrições, perspectivando que a partir da próxima semana a entidade estará em condições para acreditação dos cursos e a Uni-CV vai avançar com a sua difusão e inscrição.

Para aquele responsável, a questão da criação do polo da Região Fogo/Brava não é apenas para o ensino, mas também para a investigação, lembrando que nas áreas de vulcanologia e agronomia a ilha do Fogo tem excelente condições para se fazer estudos e investigação que envolvem investigadores e parceiros da diáspora, mostrando confiante de que vai haver um desenvolvimento forte na área de investigação para a Região Fogo/Brava.

Arlindo Barreto recordou ainda que o projecto que apresentou aquando da sua candidatura deixou claro que pretendem passar de uma universidade que estava essencialmente baseada no ensino para uma aposta mais forte na investigação, sublinhando que agora a universidade está-se a abrir e já trabalha com projectos interessantes a nível de investigação.

Recorda-se que para o ano lectivo 2023/24, o polo vai arrancar com cursos nas áreas de Geologia com as vertentes vulcanologia e riscos e geologia aplicada e do ambiente, e da Agronomia com as vertentes de produção animal e produção vegetal, devendo o governo e as câmaras municipais da região disponibilizar 40 bolsas para os dois cursos.

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow