Brava: Fernando Elísio Freire visita obras financiadas pelo Governo na ilha Brava e faz balanço “positivo”

  • 04/09/2018 16:37

O ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares, da Presidência do Conselho de Ministros e ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, visitou hoje, as várias obras na Brava, financiadas pelo Governo, com um balanço “positivo”.

Elísio Freire encontra-se na ilha Brava a constatar “in loco” o ponto da situação das obras financiadas pelo Executivo, através do Fundo do Ambiente e também inteirar-se do desenrolar de um conjunto de competências passadas às câmaras pelo Governo.

Segundo o ministro, a avaliação das competências dada à autarquia da ilha e das obras financiadas em andamento é “extremamente positivo”.

“Valeu a pena, porque há obras, e obras que têm impacto na vida das pessoas, no desencravamento das localidades com potencial seja agrícola, piscatória, e sobretudo no desencravamento das localidades com potencial turístico, com vista a valorizar a ilha”, afirmou o governante, em declarações à Inforpress.

A mesma fonte, declarou que a aposta que o Governo está a fazer em parceria com a câmara municipal em várias localidades da ilha Brava “demonstra” que a ilha tem futuro.

Pois, de acordo com o mesmo, tanto o Governo central, como a autarquia, “acreditam” e estão a apostar “neste futuro” e é “necessário” continuar neste caminho, para que os filhos da Brava possam ver na ilha e em todas as outras o ponto da “esperança”.

As próximas intervenções na ilha, anunciadas pelo ministro, serão no centro histórico na vila de Nova Sintra, continuar com a reabilitação das habitações um pouco por todas as aldeias, intervenções nas localidades de Lomba, Furna, Mato e Cova Rodela, e uma “intervenção de fundo, na questão do desencravamento” da ilha, na questão do transporte, com a adjudicação da concessão de linhas marítimas inter-ilhas.

Para a parte juvenil, Elísio Freire explicou que “como em todas as ilhas, o emprego é o grande desafio e prioridade” e, na Brava, está-se a “trabalhar muito nesta área”, através de acções de promoções de estágios profissionais, que já está a funcionar, mas acima de tudo, “adaptar” a ilha à sua vocação e à sua realidade.

E Brava, como uma ilha que “representa a nação global cabo-verdiana”, tendo grande potencial cultural, paisagístico e a nível de turismo de montanha, acrescentou o ministro, o Executivo está a “apostar” nisso, formando as pessoas, retirando todos os obstáculos a este desenvolvimento, “acreditando que daqui a dois anos a situação será muito melhor do que é hoje”.

O edil Francisco Tavares enalteceu a presença do ministro na ilha, “sobretudo, pelo comprometimento por tudo aquilo que tinha sido os compromissos que o Governo fez com a Brava, para constatar `in loco´, o desenrolar das coisas”.

Num encontro com o edil e a sua equipa, o ministro foi contextualizado dos projectos realizados, dos em andamento e aqueles que serão realizados mais à frente.

Com a saída no terreno e visita às localidades beneficiadas, o autarca local, garantiu à Inforpress que a autarquia vai “continuar” com os investimentos, para o desenvolvimento da ilha, “continuar a conquistar” parcerias e acima de tudo trabalhar na “melhoria” da situação das pessoas da ilha, gerando mais emprego e estabilidade.

O autarca perspectiva ainda obras de “grande impacto” na população local, levando ao “desenvolvimento” da ilha e uma maior atracção para os visitantes.

 

Inforpress/ Fim