Ilha Brava: Estrutura Geologica e evolucao historica das rochas

  • 04/03/2023 13:51

A Ilha Brava é uma das dez ilhas que compõem o arquipélago de Cabo Verde, localizado no Oceano Atlântico, a oeste da costa africana. Geologicamente, a ilha é formada por rochas vulcânicas, resultantes da atividade vulcânica que ocorreu ao longo de milhões de anos.

A ilha é caracterizada por ter uma forma quase circular, com um diâmetro de aproximadamente 10 km, e uma altitude máxima de 976 metros no topo do Monte Fontainhas, que é o ponto mais alto da ilha. A paisagem é dominada por uma grande caldeira vulcânica, que se formou há cerca de 400 mil anos. A caldeira tem cerca de 6 km de diâmetro e é cercada por paredes de rochas ígneas, incluindo basalto e tefra.

A atividade vulcânica na Ilha Brava continuou até há cerca de 120 mil anos, com a formação de vários cones vulcânicos e fissuras eruptivas. Alguns desses cones ainda são visíveis na paisagem atual, como o Monte Verde e o Monte Pico, que têm altitudes de 890 metros e 800 metros, respectivamente. As rochas formadas por essas erupções incluem basalto, traquito e fonolito.

A ilha também apresenta evidências de atividade vulcânica submarina, com formações rochosas submarinas expostas em algumas áreas costeiras. Além disso, a Ilha Brava é afetada por uma intensa atividade sísmica, com vários tremores de terra sendo registrados regularmente na região.

Em resumo, a Ilha Brava em Cabo Verde é uma ilha vulcânica com uma grande caldeira central, vários cones vulcânicos e fissuras eruptivas, e rochas ígneas como basalto, traquito e fonolito. A atividade vulcânica e sísmica continuam a afetar a ilha até hoje.

 

 

Foto: Aurelio Spinola