Project Health CV pretende alargar missões para outras ilhas

A organização não-governamental (ONG) “Project Health for Cape Verde”, sediada nos EUA, fez hoje um balanço “positivo” das missões realizadas em Cabo Verde em 2023 e anunciou o aumento das missões médicas em 2024.

Jan 3, 2024 - 04:25
 0  66
Project Health CV pretende alargar missões para outras ilhas

A informação foi avançada à Inforpress pela directora de operações, Elizabeth Moreira, explicando que em 2023 o projecto conseguiu atingir a sua vigésima missão no país e que neste ano, realizaram três missões em Cabo Verde, onde a última foi em Novembro, culminando, assim, com um total de 96 intervenções clínicas, 33 intervenções cirúrgicas nas ilhas de Santiago e Brava.

Tendo em conta que o objectivo do projecto não se resume somente a actuações médicas, a directora avançou ainda que conseguiram enviar para Cabo Verde dois contentores de 20 pés e um de 40 pés, orçado de mais de dois milhões de dólares, com equipamentos médicos e cirúrgicos.

Igualmente, Elizabeth Moreira realçou que o projecto continuou “focado” no processo de educação e treinamento de clínicos no arquipélago, cujo objectivo é capacitar os quadros cabo-verdianos, e criar condições materiais de forma a que estes possam começar a efectuar intervenções que têm sido alvos de transferências médicas para o exterior.

Com estas intervenções em Cabo Verde, explicou que vai haver a minimização dos custos que o país tem nesta matéria e, consequentemente, na diminuição da lista de pacientes em espera para tratamentos no exterior.

Em caso específico, apontou a área da urologia, informando que a equipa tem trabalhado com os urologistas nacionais e fizeram várias intervenções a laser, um equipamento que o projecto ofereceu ao país, e que possui várias vantagens, entre elas a minimização das infecções pós-cirúrgicas e diminui as complicações nas cirurgias.

Ainda, no balanço do ano 2023, informou que o grupo trouxe um cirurgião oncologista, tendo sido realizadas intervenções clínicas e cirúrgicas a doentes oncológicos que se encontravam na lista de espera para transferência internacional, no sentido de realizarem estes procedimentos.

Outro facto de realce para este projecto, segundo a directora, foi ter tido a presença do presidente da câmara de Pawtucket, Rhode Island, Donald Grebien, na última missão do Project Health CV, realizada ao arquipélago em Novembro de 2023.

Nesta visita, Donald Grebien reuniu-se com o Presidente da República, mas também com diversos presidentes de câmaras municipais da ilha de Santiago, afirmando assim o compromisso em continuar a apoiar o projecto, além de pretender visitar outras ilhas nas próximas missões.

E para 2024, Elizabeth Moreira realçou que o projecto vai continuar com as suas missões, e estão a trabalhar para que elas sejam mais frequentes, embora com grupos de especialistas reduzidos, reforçando que o foco é nas ilhas onde já estão acostumados a trabalhar, mas também voltar à ilha do Fogo onde somente realizaram uma missão.

Também, informou que há um grupo de voluntários que já demonstrou interesse em realizar missões para a ilha de São Nicolau.

Elizabeth Moreira relembrou que os membros são todos voluntários, aproveitando para agradecer todos os envolvidos e reafirmar o compromisso de sempre trabalhar para fazer aquilo que podem e quando conseguirem “para o bem da saúde dos cabo-verdianos”.

Sobre as acções para 2024, adiantou ainda que vão continuar a realizar as actividades de angariação de fundos para a organização e para enviar mais equipamentos para Cabo Verde, assim como continuar com a campanha de arrecadação de dinheiro para conseguir uma ambulância que será também enviada ao país.

Para finalizar, agradeceu a todos os clínicos e os membros da administração e do Governo que sempre colaboraram com o projecto e que têm permitido a equipa ter informações das necessidades, desafios e dificuldades das estruturas hospitalares que têm desenvolvido acções, e assim o projecto tem vindo a apoiar da forma mais apropriada.

Segundo esta responsável, desde 2009 o projecto iniciou as suas missões para Cabo Verde, mas só conseguiram o estatuto de organização sem fins lucrativos em 2015 e desde a sua fundação tem trabalhado para melhorar a saúde em Cabo Verde e actuar principalmente na protecção e tratamento das famílias e crianças de risco.

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow