Brava: Tradição de 1 de Maio na zona de Cruz é para “continuar e afincar” as tradições – festeiro

  • 01/05/2019 06:03

Maney Barbosa, festeiro do 1 de Maio e organizador das actividades na zona de Cruz, garantiu que enquanto estiver na ilha e consegue andar, vai organizar esta festa sempre.

De acordo com o festeiro, a tradição é muito antiga na ilha, mas já estava caindo em desuso, mas depois foi construído o miradouro na localidade e que no dia 1 de Maio, pessoas de quase todas as zonas da ilha vão até o miradouro, com toca de tambor, coladeira, acendem velas, dançam e divertem-se, desde crianças a adultos.

Segundo o festeiro, é uma tradição que querem levar sempre adiante, tanto é que as actividades iniciaram-se na semana passada, onde foi realizada uma corrida de barco, com botes construídos com tronco de sisal, corrida esta que tinha sido feita há quatro anos .

Com esta corrida, Maney Barbosa disse ter constatado que mesmo alguns adultos não conhecem esta tradição em todos os seus traços, garantindo que pretende renovar todas as práticas feitas nesta ocasião, trazendo-as à tona a fim de a festa voltar a “afincar”.

Esta festa é enquadrada nas comemorações de Santa Cruz, que na ilha Brava é festejada em diversas localidades e em dias diferentes.
Relativamente ao dia 1 de Maio, o clube Benfica da Brava está realizando um leque de actividades em Fajã D´Água, que tiveram início na tarde de hoje, terça-feira, e decorrerão até amanhã 1 de Maio, com o objectivo de resgatar a tradição e arrecadar fundos para o clube.

Após o tradicional ritual a zona de Cruz, muitos dos participantes descem até a localidade de Fajã D´Água, para continuarem a festa.

MC/JMV