Alunos da Brava podem ter acesso ao curso de Engenharia Agroflorestal

Tendo em conta a redução progressiva da capacidade técnica do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) em termos de recursos humanos, motivada, entre outros aspetos, pela progressiva reforma dos quadros existentes e pela não reposição dos mesmos ao ritmo desejado, o MAA vem trabalhando com a UNI-CV na montagem e financiamento de um curso de Engenharia Agroflorestal que terá a duração de 4 anos e cujo início deverá acontecer já no IIº semestre deste ano letivo de 2023/2024 (mês de março).

Jan 9, 2024 - 15:53
 0  122
Alunos da Brava podem ter acesso ao curso de Engenharia Agroflorestal
O curso terá como objetivo global formar profissionais com capacidades para atuar de forma sistêmica e empreendedora em questões relativas às novas tecnologias e processos de produção agrícola e silvícola, assim como na planificação e gestão de recursos naturais associados a agricultura e à floresta, atentos à diversidade rural, ambiental e socio produtiva do meio rural contemporâneo, às dinâmicas ambientais e à garantia da segurança alimentar e nutricional.
Terá como público alvo, diplomados com 12.º ano de escolaridade preferencialmente da área de Ciência e Tecnologia ou equivalente; titulares de Cursos de Estudos Superiores Profissionalizantes em áreas de engenharia, agricultura e ambiente ou afins; Indivíduos, a partir dos 25 anos, com capacidade e competências comprovadas através de uma prova específica.
DISCIPLINAS NUCLEARES: A: Português / Comunicação e Expressão; B: Matemática, Biologia, Física / Físico-Química ou Química.
O MAA irá financiar 30 subsídios, no valor de 15.000 ECV, destinados a cobrir os custos com as propinas (9.000 ECV) e 6.000 ECV para alojamento nas residências da UNI-CV.
Como perfil de saída, pretende-se ter profissionais de Engenharia Agroflorestal com competência para exercer funções técnicas e de gestão em empresas do setor agrícola e florestal, produção de material vegetal (estufas e viveiros), assistência técnica a associações de agricultores e cooperativas, produtores florestais, organizações de proteção da natureza e de animação do espaço rural, ensino, investigação científica, consultoria, auditoria e na administração pública.
O curso está estruturado com 4 semestres que constituem o tronco comum e mais quatro semestres que terão como perfil de saída, licenciados nas três vertentes/especialidades seguintes: i) Produção e Gestão Agroflorestal; ii) Proteção Vegetal e Gestão; iii) Conservação de solos e água. O Plano Curricular detalhado por semestres encontra-se nos quadros abaixo.
Uma sessão de esclarecimento/divulgação do referido curso, no concelho da Brava, contando com uma equipa constituída por representantes do MAA e pelo professor da UNI-CV Sr. Francisco de Paula Silva, acontecerá no próximo dia 15 de janeiro, pelas 10 horas, no Auditório da Escola Secundária da Brava em Santana (Cidade de Nova Sintra).

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow