Brava: Organização das actividades de Conakry diz ter cumprido a tradição e os planos traçados inicialmente

A organização das actividades alusivas à festa de Conakry (Santa Helena) na localidade de Furna fez hoje um “balanço positivo” das actividades realizadas, garantindo que cumpriram o plano e a tradição.

Aug 14, 2023 - 06:24
 0  43
Brava: Organização das actividades de Conakry diz ter cumprido a tradição e os planos traçados inicialmente

Em declarações à Inforpress, Francisco da Lomba, membro da organização com 15 anos a “conduzir o barco desta festa”, disse estar satisfeito com o culminar das actividades, hoje, destacando que desde o início do mês de Julho iniciaram as actividades desportivas, lúdicas, culturais que decorreram na normalidade, mas que a parte tradicional também foi cumprida à risca.

Esta festa, contou, que hoje já tem 63 anos e é um dos membros mais antigos da organização, constituída por pessoas de todas as faixas pois, é para ser mantida, tendo em conta que retrata a vivência do homem bravense e do povo cabo-verdiano em si.

Conforme contou, a celebração não é nada mais, nada menos do que retratar a vida da emigração, das pessoas que partem porque têm de partir, dos que ficam e o sentimento reinante no seio dessas famílias

E, para fazer esta viagem, existe um barco de pedra na baía de Furna onde o capitão faz viagens para diversos portos e os passageiros são pessoas da localidade e de outras zonas que desejam embarcar, ressaltando que este ano o navio saiu do Caribe para a ilha de São Vicente, em Cabo Verde, e depois regressou ao porto do Caribe, mas que já deu volta ao mundo, cada ano com um ou mais destinos diferentes, dependente das viagens que os passageiros solicitarem.

Francisco da Lomba evidenciou que o dia inicia-se com a celebração eucarística, seguem-se as actividades na embarcação, o almoço e o desfile tradicional, “tipo o de tabanca”, mas “um desfile de tambores e coladeiras”.

Neste dia, destacou que recebem “coladeiras de quase todas as localidades da ilha Brava”, sublinhando que “cada zona tem o seu estilo e ritmo de toca e de colá”.

Este ano a organização homenageou Zinha Oliveira, membro activa da organização desta festa e por quinze anos consecutivos vinha a festejar a bandeira, mas que faleceu há cerca de dois anos.

Quanto à esta homenagem, Ludgero Oliveira, filho da homenageada, revelou “satisfação” pelo reconhecimento à mãe, comprometendo-se a também continuar a fazer parte da organização para não deixar morrer esta tradição, pois foi um legado passado de gerações em gerações no seio da família e para fazer jus ao esforço da mãe pretende dar continuidade.

Centenas de pessoas reuniram-se na rua pedonal da localidade de Furna onde estão a decorrer todas as actividades alusivas a esta festa e a entrega dos troféus para as equipas que participaram nas actividades desportivas, mas também as homenagens e prémios de reconhecimento.

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow