Brava/Retrospectiva/Turismo: Projecto dinamização turística e visita de cinco navios cruzeiros marcaram o sector na ilha

  • 29/12/2018 16:18

No ano 2018, a ilha Brava recebeu cinco navios cruzeiros com dezenas de turistas a bordo, dando mais ânimo para a continuidade do projecto da dinamização turística na ilha.

A câmara municipal tem levado a cabo vários projectos, de índoles diferentes, preparando a ilha, para receber um maior número de turistas, com incentivo à prática de um turismo rural e sustentável.

Nestes projectos, destacaram-se o projecto da dinamização turística, orçado em 4.300 contos, que engloba três vertentes, sendo que a primeira fase já foi concluída. Nesta fase foram colocadas cerca de 80 sinaléticas na ilha e as próximas etapas versam a edição de um livro de promoção turística da ilha, produção de guias turísticos em quatro línguas e a criação de um quiosque de informação turística na praça Eugénio Tavares.

A ilha Brava está a apostar num turismo de “natureza e cultural”, onde a câmara tem “investido muito” na melhoria dos caminhos vicinais, que permitem aos turistas atravessarem a ilha em “segurança”, com aposta na “preservação e criação” dos miradouros, “muito visitados” pelos turistas.

Dando continuidade à melhoria de condições e promovendo um aumento do turismo, está em construção a primeira rua pedonal da ilha, na zona de Furna, e o arruamento de Lomba Tantum.

O Centrum Sete Sóis Sete Luas na ilha pretende promover o turismo através da música, arte e gastronomia, tendo trazido à ilha Brava, quatro bloggers internacionais, para promoverem a ilha como destino turístico rural.

Entretanto, numa visita à “Ilha das Flores”, Jorge Carlos Fonseca, Presidente da República, afirmou que o turismo sustentável na ilha só pode dar frutos com a “melhoria” dos transportes e serviços de saúde.

Para o Chefe de Estado, Brava tem óptimo potencial para a prática de um turismo rural, de montanha, caminhadas, ou seja, um turismo sustentável e ecológico.

Nesta óptica, o presidente da câmara municipal adiantou que a autarquia e o Governo já estão a trabalhar na preparação da ilha como destino turístico, com intervenções na área de saneamento, requalificação urbana, construção de mais miradouros, requalificação das piscinas naturais em Fajã D´Água e um conjunto de outros projectos que estão sendo e vão ser desenvolvidos, para quando o problema dos transportes for resolvido, a ilha esteja preparada para acolher os turistas.

Avançou ainda que já estão montados os equipamentos para a verificação do estado atmosférico e características do tempo na localidade de Favatal, para ver se existem condições de ser construído um aeródromo, mas “por enquanto”, uma embarcação somente para ligação Fogo/Brava “melhoraria” a situação, concluiu.

MC/ZS

Inforpress/Fim