Situação da Comissão de Recenseamento da Ilha Brava preocupa o PAICV/Brava

Cidade de Nova Sintra, 5 de Julho de 2024 (Bravanews) - Há mais de uma década sem eleições internas, a Comissão de Recenseamento da Ilha Brava enfrenta uma situação anômala, operando atualmente com apenas um membro, conforme relato de um representante do PAICV (Partido Africano da Independência de Cabo Verde) na ilha. Com o calendário eleitoral se aproximando, a situação tem gerado preocupações significativas entre os membros deste partido político, que está na oposição.

Jul 5, 2024 - 15:31
 0  61
Situação da Comissão de Recenseamento da Ilha Brava preocupa o PAICV/Brava

A ilha Brava, tem sido afectada pela falta de actualização e funcionamento adequado da Comissão de Recenseamento, um órgão crucial para a organização e realização de eleições democráticas. De acordo com fontes locais, o último processo eleitoral interno ocorreu mais de dez anos atrás, deixando a comissão praticamente inativa desde então.

O membro do PAICV que denunciou a situação ressaltou a importância crítica de manter um processo eleitoral justo e transparente, especialmente em um período tão crucial quanto o das próximas eleições. A preocupação com a representatividade democrática e a participação cidadã na ilha Brava tem sido uma questão central nas discussões políticas locais, com o partido Tambarina enfatizando a necessidade urgente de resolver a crise na Comissão de Recenseamento.

Enquanto isso, autoridades eleitorais e representantes de outros partidos políticos têm sido instados a investigar e resolver o impasse que afecta a capacidade da ilha Brava de conduzir eleições internas de maneira eficaz e justa, lembrando que compete à Assembleia Municipal, sob proposta da Câmara Municipal, eleger os novos membros da referida Comissão. A falta de actualização do recenseamento eleitoral e a operação reduzida da comissão levantam sérias questões sobre a integridade do processo eleitoral na ilha, levando os observadores a pedirem medidas corretivas imediatas.

Contactado, o Presidente da Câmara Municipal da Brava, candidato à sua sucessão,  avança que a bem da verdade, a Comissão de recenseamento funciona com dois membros, (Abel Silva e Matilde Monteiro) por força da emigração do terceiro elemento (Raquel Rodrigues). 

À medida que o debate se intensifica, a expectativa é que as autoridades competentes tomem medidas rápidas e decisivas para garantir que as eleições futuras na ilha Brava sejam conduzidas de acordo com os princípios democráticos estabelecidos, restaurando assim a confiança pública no sistema eleitoral local.

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow