Assimetria entre os municípios de Cabo Verde aumenta ligeiramente em 2023 – INE

A assimetria entre os municípios cabo-verdianos aumentou ligeiramente este ano, em comparação com o anterior, com os mais desenvolvidos a distanciarem-se dos menos desenvolvidos, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas a que a Lusa teve hoje acesso.

Jul 15, 2023 - 06:52
 0  197
Assimetria entre os municípios de Cabo Verde aumenta ligeiramente em 2023 – INE

De acordo com os resultados do Índice divulgados esta semana pelo INE, o nível de coesão territorial entre os municípios de Cabo Verde é baixo, situando-se em 0,404 pontos em 2023.

Ainda de acordo com aquele instituto cabo-verdiano, comparando este resultado com o de 2022, que foi de 0,411 pontos, conclui-se que, em 2023, a assimetria entre os municípios é maior.

“Os municípios da Praia, de São Vicente, de Santa Catarina de Santiago, da Boa Vista, da Brava, da Ribeira Brava e de São Lourenço dos Órgãos são os que mantiveram as mesmas posições alcançadas em 2022”, constatou o INE.

E de acordo com a mesma fonte, melhoraram de posição na tabela os municípios da Ribeira Grande de Santo Antão, de São Domingos e de Ribeira Grande de Santiago.

O INE destacou o resultado atingido pelo município de São Miguel, em Santiago, que ocupa agora a 13.ª posição, sendo que em 2022, ocupava o 21.º posto.

O município de Santa Catarina do Fogo foi o que mais desceu de posição, ocupando agora a 18.ª posição, quando no ano passado estava em 13.ª, seguido do Porto Novo, em Santo Antão, que passou da 17.ª para a 21.ª posição.

Tal como em 2022, o município da Praia, capital do país, continua a ser o mais desenvolvido, enquanto em sentido contrário o de Santa Cruz, também em Santiago, ocupa a última posição entre os municípios do país.

Outra nota vai para o Sal, a ilha/município mais turístico do país, que em 2022 ocupava a 3.ª posição, mas passou para o 5.º lugar, distanciando-se da Praia e de São Vicente “de maneira considerável” e sendo ultrapassado por Ribeira Grande de Santo Antão e por Santa Catarina de Santiago.

Os municípios do Tarrafal de Santiago e o da Brava registaram valores acima da média nacional, enquanto no ano passado obtiveram valores abaixo da média nacional, ainda de acordo com o INE.

Comparando os valores do índice do município com o valor da média nacional, oito municípios têm valores acima desse valor (Praia, de São Vicente, da Ribeira Grande, de Santa Catarina, Sal, Boa Vista, Brava e do Tarrafal), enquanto os 14 municípios restantes têm valores abaixo do valor da média nacional.

Em termos das dimensões, o INE referiu que as análises dos resultados mostram que na dimensão social há alguma coesão entre os municípios, enquanto na dimensão económica e na territorial, a situação aponta para uma “alta assimetria” entre os municípios, que, se comparados com os resultados de 2022, se agravaram.

“Da análise, conclui-se que o nível de assimetria global existente entre os municípios é influenciado, principalmente, pela alta assimetria existente na Dimensão Económica e na Territorial”, constatou o INE.

Apesar do ligeiro aumento da assimetria global entre os municípios em Cabo Verde, o INE verificou, igualmente, que houve um grupo que se convergiu ao grupo de municípios com valores de índices mais altos, diminuindo a assimetria.

Também houve um grupo de municípios que se distanciaram do grupo de municípios com valores de índices mais altos, aumentando a assimetria.

Na segunda-feira, à margem de uma reunião do Conselho de Concertação Territorial, a ministra de Estado, da Defesa Nacional e dos Assuntos Parlamentares, Janine Lélis, afirmou que as políticas sociais têm estado a dar resultado no país, mas reconheceu que em termos de desenvolvimento económico existe uma "grande assimetria" entre algumas ilhas que precisa de ser corrigida.

Qual é a sua reação?

like

dislike

love

funny

angry

sad

wow