Brava: Autarquia lança campanha para construir uma habitação “condigna” a uma família carenciada

  • 02/01/2020 04:46

O edil bravense, Francisco Tavares, informou hoje que a câmara municipal, juntamente com alguns emigrantes, vai lançar, na próxima sexta-feira, 03, uma campanha para apoiar uma família carenciada a construir uma casa.

Em declarações à Inforpress, o edil avançou que a família é constituída por oito pessoas e residem na localidade de Furna.

O autarca salientou que “realmente” esta família possui necessidade de intervenções na habitação e, por isso, tinha sido contemplada no quadro do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidade (PRRA), para construção de casa de banho.

De acordo com Francisco Tavares, constatou-se que “só isso não era suficiente”, daí a que a equipa camarária vai accionar novas medidas para apoiar esta família.

Explicou que a câmara já fez um projecto, onde além da casa de banho é necessário fazer um quarto de dormir, uma cozinha e a reabilitação de mais uma parte da casa para ser transformada em quartos, acentuando que “há parte desta família que dorme ao relento”.
Anunciou que a câmara já conta com a parceria de uma família, cuja esposa é bravense e o marido americano, que se disponibilizaram em apoiar com 200 mil escudos.

A autarquia, prosseguiu, já tinha arrecadado 380 mil escudos para a construção de uma casa de banho, informando que a campanha pretende mobilizar fundos para custear a totalidade das obras.

Segundo o edil, as obras estão orçadas em cerca de 11 mil dólares, quantia necessária fazer todo o trabalho, a fim de dar “um pouco de dignidade” a esta família.

Informou ainda que é um “djunta mon” e já há um grupo de jovens liderado por um pedreiro que, voluntariamente, está a trabalhar para edificar esta casa.

Até este momento, acrescentou que as fundações já foram feitas para iniciar a casa de banho e com o financiamento da família vão fazer blocos, mas diz-se estar consciente de que ainda vão faltar outros materiais para edificação de todas as paredes, acabamentos e o betão.

E é por isso, explicou, que vão lançar esta campanha, na esperança que surjam mais parceiros e assim tirar esta família da “situação de perigo e de vulnerabilidade” em que se encontra, em termos de habitação.

MC/JMV

Inforpress/fim