Andebol/Brava: Torneio “relâmpago” arranca a 07 de Dezembro

  • 28/11/2018 05:13

A Comissão de Gestão Desportiva do Andebol, da Brava, já marcou a data do torneio “relâmpago”, que inicia a 7 de Dezembro e será disputado todos contra todos.

Esta Comissão de Gestão Desportiva do Andebol foi criada com o intuito de fomentar a criação de equipas nesta modalidade de forma a reactivar este desporto na ilha.

O primeiro objectivo já foi atingido, tendo sido criadas seis equipas, três femininas e três masculinas, que já iniciaram os treinos de preparação para o torneio relâmpago.

A Comissão tem todo o apoio da Câmara Municipal, garantia dada pelo vereador da área do Desporto, Mário Soares, que parabenizou o grupo de jovens pela iniciativa de reactivar esta modalidade, que outrora já deu o seu contributo na área do desporto não só na ilha, mas também a nível nacional.

“A Câmara Municipal, dentro das suas responsabilidades, vai assumir o andebol, assim como tem estado a assumir a associação e equipas de futebol, que até este momento, é o único grupo desportivo organizado, onde a autarquia disponibiliza uma quantia no orçamento municipal para apoiar esta modalidade”, salientou Mário Soares.

O mesmo adiantou que já está previsto para o orçamento de 2019 a “inclusão” desta comissão, bem como as equipas de iniciação desportiva e está em aberto para outras iniciativas a nível das outras modalidades na ilha.

Também, através do vereador, já foram feitos alguns contactos com a Federação Cabo-verdiana de Andebol e com a Direcção-Geral dos Desportos, para apoiar esta e outras iniciativas desportivas.

Em relação a formações para os monitores e árbitros de andebol, Mário Soares avançou que também já entrou em contracto com o director-geral dos Desportos e com o presidente da Federação, e a previsão é que logo que a Comissão estiver um pouco mais “assentada”, serão trazidos formadores nestas áreas.

Mário Soares apela um “forte engajamento” por parte dos professores de Educação Física, na divulgação e dinamização das modalidades, e promete que a câmara vai estar sempre ao lado enquanto parceiro para apoiar, ajudar na divulgação e sensibilização, para que a Comissão não caia no mesmo erro do passado, levando ao desaparecimento desta modalidade.

 

inforpress