Mornas de Eugenio em livro - II Edicao - Um trabalho de Jo de Bango

  • 28/02/2018 14:00

Cidade de Nova Sintra, 28 Fev (Bravanews) - Dezenas de mornas de Eugénio Tavares esta compiladas na segunda edição do livro a ser lançado brevemente.  A iniciativa de reunir as partituras, letras e cifras para violão, criadas pelo autor de “Hora de Bai”, é de Jo di Bango, músico e coordenador da Casa da Música da Universidade de Cabo Verde, onde orienta performance musical no âmbito do Curso de Estudos Superiores Profissionalizante (CESP) e ainda um curso de musicalização infantil com 50 alunos.

 Di Bango diz que a ideia para o livro, que vai na segunda edição,  surgiu da constatação da falta de material editado que servisse às disciplinas que lecciona no âmbito do curso. Decidiu pela segunda edição, pois conseguiu material suficiente no âmbito da preparação da primeira edição.  

Para “Caderno de Mornas” foram analisadas mais de 170 gravações de músicas de Eugénio Tavares, ouviram cantadeiras como a bravense Sãozinha Fonseca -  uma das mais fiéis intérpretes das mornas de Tavares -  compararam  e corrigiram letras. Tudo para se chegar a versões o mais fidedignas possíveis das criadas pelo saudoso jornalista bravense.

 Isso porque, ao longo dos anos, foram surgindo diferentes versões e adaptações, conforme a variante do crioulo de cada ilha. As letras que acabaram por usar foram colhidas num livro datado do 1930. Jo di Bango é natural da Brava e desde os 14 anos dedica-se a tocar morna. Cultor do violão criou, em Santa Catarina de Santiago, o festival FestiGuitarra como forma de promover este instrumento e a música tradicional.