Um ano se passou sobre a possibilidade de erupção vulcânica na Brava

  • 03/08/2017 00:00



Cidade de Nova Sintra, 03 Ago (Bravanews) - Foi precisamente a 3 de Agosto de 2016, quando a população da Brava foi surpreendida com a notícia de que a ilha poderia presenciar uma erupção vulcânica.


Um jornal da Praça noticiava assim:


“Uma erupção vulcânica, na ilha Brava, pode acontecer dentro de algumas horas e a população de Cova de Joana e Benfica já foi transportada para locais mais seguros, admitiu hoje o ministro da Administração Interna.

 

Em declarações à imprensa, Paulo Rocha disse que o Governo já criou um Gabinete de Crise para acompanhar o acontecimento relacionado com actividades sísmicas na Brava, que “se intensificaram nas últimas horas”.

 

Depois desta data o que foi feito.

 

Para a oposição com assento na Assembleia Municipal, pouco se fez, apenas a intenção foi de  criar alarmismos e aproveitar politicamente, pois a ilha se preparava para as eleições autárquicas. “Para além da criação do corpo de bombeiros municipais, nada mais foi feito”.

 

Para a situação, depois desta data, houve mais atenção a protecção civil, tanto eh que foi instalada centro de recolha de dados sobre sismos na ilha, formação de bombeiros voluntários e investimentos em materiais e equipamentos.

 

Alguns munícipes ouvidos pela Bravanews, avançam de que não houve uma boa gestão da situação, pois, embora a situação pudesse ser grave, mas a forma como foi anunciado criar ansiedade nas pessoas, prejudicou ainda mais a frágil economia da Brava e travou possibilidades de novos investimentos privados.

 

Os técnicos não descartam novas situações do género, pois na ilha ocorrem eventos sísmicos, quase que diário, e, simulacros, com base no plano de emergência aprovado em 2002, devem ser feitos.