Sabrinne Rodrigues, fisioterapeuta bravense, na Cidade da Praia desde 2014

  • 07/03/2018 11:32

Cidade de Nova Sintra, 07 Mar (Bravanews) - Sabrinne Rodrigues, natural da ilha Brava, se encontra a exercer a profissão de fisioterapeuta na Cidade da Praia desde 2014.Jovem, linda, cabelos cacheados, sorriso largo, Sabrine Rodrigues uma fisioterapeuta originária da ilha Brava que hoje trabalha na Cidade da Praia, numa clínica privada, e diz amar o que faz.

A conversa com a Bravanews Rodrigues avanca que terminou o curso de fisioterapia em 2014, na Universidade Federal de Pernambuco, Brasil, curso esse iniciado em 2008.Experimentou dificuldades, principalmente financeiras, integração, burocrática, mas com a garra que lhe caracteriza, conseguiu vencer todas as barreiras e terminar o curso com sucesso.

No seu plano figurava continuar o curso, entrando numa especialização, mas devido ao nascimento da “minha filha, minha maior motivação”, não foi possível. Ao contrário de muitos “colegas meus, tive a sorte de encontrar emprego logo que terminei o curso”. A clínica O2 Fisioterapia, onde Sabrinne trabalha, lhe deu todo o apoio inicial, ajudou nas complexidades da profissão.

Depois disso, mais ou menos ano e meio começaram a aparecer muitas oportunidades em outras clínicas, a saber Kosmo e Ortoclinic, onde sempre “fui bem acolhida”. Com sua entrega ao trabalho, dedicação e responsabilidade, foi chamada para leccionar algumas disciplinas na Universidade Jean Piaget na Cidade da Praia. A cereja em cima do bolo “foi quando fui chamada para trabalhar com a selecção residente de Futebol de Cabo Verde, onda foi uma experiência muita boa que levarei comigo, pois sempre foi algo que quis fazer”.

Na senda de esforço pessoal e no acreditar em si mesma, Rodrigues participou num concurso público lançado pelo Ministério de Saúde, que recrutava profissionais da área da saúde para preenchimento de vagas a nível nacional e “neste momento estou aguardando colocação”.

Esta bravense de gema trabalha actualmente na Ortoclinic, lecciona na Universidade Jean Piaget e faz atendimento domiciliar e massagens relaxantes. Para futuro Sabrinne pensa fazer o mestrado e abrir uma clínica em sociedade com outros profissionais de saúde, inovando e “trazendo algo diferente para Cabo Verde com objectivo de ajudar a população em vários domínios, particularmente na prevenção de certas doenças”.

MS